Festival das Aldeias Vinhateiras do Douro

Author: Share:

A aldeia de Trevões, em São João da Pesqueira, recebe este fim-de-semana o primeiro evento do Festival das Aldeias Vinhateiras do Douro 2011. A praça central, rodeada por casas antigas brasonadas, pelo Museu Etnográfico e pela Igreja Matriz, vai encher-se para a Feira Franca de Produtos Regionais, com duas dezenas de barraquinhas a dar a conhecer o artesanato típico, amêndoas, vinhos, azeite, produtos hortícolas, entre outros produtos da terra.

O programa das festas arranca com uma arruada pela Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de São João da Pesqueira, seguida da actuação da banda de Nagoselo do Douro e do Rancho Folclórico Senhora das Neves, no dia 6 de Agosto. Durante a tarde e noite, o grupo Fonte Nova vai animar quem por ali passe.

No domingo de manhã, o pároco de Trevões, um dos principais organizadores do evento na aldeia, celebra a missa solene na Igreja Matriz. À tarde, há danças e cantares do Rancho Folclórico de Trevões, a abrir o apetite para o porco assado no espeto e o caldo verde preparado à moda antiga, em potes de ferro. Também os empresários dos restaurantes locais aderiram à iniciativa e servem refeições com uma ementa e preços especiais.

O programa da Feira Franca de Produtos Regionais é organizado em conjunto pela Turismo do Douro, freguesia de Trevões, município de São João da Pesqueira e Associação Sócio-cultural de Trevões. Este ano, o festival conta com o apoio do Calendário Nacional de Eventos Regionais, promovido pelo Turismo de Portugal.

Já na quarta edição, o Festival das Aldeias Vinhateiras pretende desenvolver a promoção e animação turística nas seis aldeias vinhateiras de Trevões, Barcos, Provesende, Favaios, Ucanha e Salzedas. Envolve, por isso, entidades e instituições locais para promover o turismo, cativar as populações e atrair turistas e visitantes nacionais e estrangeiros, dando a conhecer um património único – oportunidade para dinamizar a oferta hoteleira, a restauração e o tecido empresarial de animação turística da região.

Até final do ano, a animação continua com jogos populares, demonstrações de artes circenses e de artesanato ao vivo, cantares à desgarrada e música popular e degustação de produtos, num ambiente de recriação histórica.

Pub

Informação relacionada