Guimarães 2012 recria história do Condado Portucalense

Author: Share:

A “Feira Afonsina” nasce da fusão da “Feira Joanina” e da “Doçaria no Convento”, dois eventos já existentes em Guimarães. Este ano, incluída na programação de “Espaço Público” da Capital Europeia da Cultura, a iniciativa vai unir a gastronomia, a História e a cultura de Guimarães num evento único, entre 16 e 18 de Setembro de 2011.
A animação prevista para os três dias da ‘Feira Afonsina’ vai ter como palco o centro histórico de Guimarães, mais concretamente no Largo da Oliveira, Praça de S. Tiago, Largo Cónego José Maria Gomes e Rua de Santa Maria.

Um aspecto diferenciador da “Feira Afonsina” de outras iniciativas semelhantes reside na motivação para a mesma, além de proporcionar ao visitante um contacto real com a história da cidade berço. Para isso, fará uso da recriação de momentos e cenários aproximados dos reais, fruto de uma profunda investigação de usos, costumes e episódios históricos. Trata-se de um reencontro com o imaginário, com a recriação de episódios marcantes, e do contacto com personagens como D. Henrique de Borgonha, D.ª Teresa e D. Afonso Henriques.

Desde a chegada da Corte Condal a Guimarães, até à partida de D. Henrique, em campanha militar, rumo à batalha contra os Almorávidas, no centro histórico da cidade vão ter lugar teatralizações e animações de rua, num regresso ao passado e a hábitos e costumes do século XI. Momentos de comércio encenado com regateiras, assaltos às bancas da feira ou a criação de um espaço soturno, onde se mistura a indigência com a criminalidade característica da época, vão encher o Largo Cónego José Maria Gomes e as praças da Oliveira e de S. Tiago.

A vertente pedagógica da “Feira Afonsina” representa outro dos factores diferenciadores do evento. Os visitantes vão poder aprender a fazer pão, pulseiras de couro ou mesmo a fiar o linho. Todas estas iniciativas assentam numa política de forte envolvimento do comércio e de associações locais. Em Setembro, de 16 a 18, a imagem construída a partir da heráldica medieval e da cruz do Condado Portucalense, será a marca presente nas ruas, nas loiças dos restaurantes e nos vestuários dos comerciantes, evidenciando a aposta no conceito dressing city, a par da criação de um ambiente de festa e de envolvimento da população e comerciantes residentes no espaço de intervenção.

Leia também:
Guimarães 2012 e Cineclube levam cinema para a rua
Guimarães 2012 revela bandas do “Barco Rock Fest 2011″
Fundação Orquestra Estúdio recebe 321 candidaturas
Guimarães 2012 promove a inovação como motor económico

Pub