Porto Santo regressa ao século XV durante três dias

Author: Share:

A ilha do Porto Santo acolhe, de 15 a 17 de setembro, mais uma edição do Festival Colombo. Durante três dias, a chegada de Cristóvão Colombo ao Porto Santo, a sua receção pelo Capitão Donatário, o seu casamento e alguns episódios da sua vida pessoal, esquematizados em torno de uma feira quinhentista, com todos os seus participantes vestidos a preceito, irão abrilhantar a ilha dourada, numa mística especial que certamente fará todos os visitantes recuar o tempo, com muita animação à mistura.

As atuações teatrais, as mostras de artesanato e de gastronomia, o cortejo histórico, as várias atuações de saltimbancos e bufões, os leilões de escravos, as arrufadas, os espetáculos de malabarismo e o fogo-de-artifício serão apenas alguns dos muitos momentos fortes deste Festival, que será desenvolvido entre a Alameda Infante D. Henrique e a Praça do Barqueiro.
Em termos de programa destacam-se a já conhecida Feira Quinhentista, com animação, artesanato e gastronomia, nos três dias do Festival, a partir das 19.00 horas, e cuja abertura, no dia 15 de setembro, marca o arranque do Festival. À semelhança do que tem vindo a acontecer ano após ano, o objetivo passa por promover e destacar tanto o artesanato como a gastronomia locais, característicos do Porto Santo, assim como os seus produtos mais típicos na produção agrícola.

No dia 15 de setembro, o desembarque de Cristóvão Colombo, acontece na praia em frente à Praça do Barqueiro, a partir das 20.30 horas, seguindo-se depois o Cortejo de receção.
Na sua XII edição, este Festival conta com a participação da população local e dos turistas na figuração, sendo disponibilizados, para o efeito, trajes da época enquadrados no espírito do evento. De sublinhar a participação da Escola B+S Prof. Dr. Francisco de Freitas Branco, da ilha do Porto Santo, neste Festival. No total, irão participar 33 elementos desta escola, entre alunos e professores, que receberam formação dos monitores da Companhia Vivarte em áreas como a dança, o teatro, a música e a esgrima.

O Festival de Colombo surgiu pela primeira vez no ano 2000, baseado na figura histórica de Cristóvão Colombo, com o objetivo de dinamizar e fomentar uma oferta turístico-cultural de qualidade na ilha.
Pela cenografia que apresenta e pela história que retrata, o Festival Colombo acaba por ser um evento de natureza diferente de outros eventos de animação turística e é aqui que reside a sua singularidade e atractividade.

A Secretaria Regional do Turismo e Transportes investiu neste evento cerca de 100 mil euros, um montante ligeiramente inferior ao do ano passado, na ordem dos 111 mil euros.
De acordo com a sondagem preliminar elaborada pela Direcção Regional do Turismo, a taxa de ocupação já ultrapassa os 55 por cento e acompanha, no fundo, a tendência de crescimento dos eventos anteriormente realizados este ano, comparativamente ao ano de 2010.

Pub

Informação relacionada