The Body Shop entrega petição na ONU contra tráfico humano

Author: Share:

A The Body Shop e a ECPAT entregou na passada semana nas instalações das Nações Unidas em Genebra, uma petição que visa acabar com o tráfico sexual de crianças e jovens que reuniu a nível internacional um total de 7 mil milhões de subscrições.

O objectivo do evento foi entregar em mão à Presidente do Conselho dos Direitos Humanos, Dupuy Lassere, o total global das subscrições e solicitar o apoio dos representantes do Conselho para que os responsáveis governamentais de cada país envolvido apoiem a campanha numa óptica de criação de medidas de prevenção e apoio a vítimas de tráfico humano em particular crianças e jovens.

Na ocasião Dupuy Lassere, afirmou: “Esta petição representa uma ocasião histórica para o Conselho dos Direitos Humanos das Nações Unidas e é reflexo do extraordináriol sucesso da campanha que inspirou os governos a unirem-se no combate a este crime tanto a nível nacional como internacional, para além de trabalharem na prevenção e no acompanhamento das vítimas”, diz um comunicado da The Body Shop.

A campanha desenrolou-se em 65 países e 35 deles receberam as petições da campanha das mãos de representantes da The Body Shop e da ECPAT e de outros parceiros, para discutir as acções a tomar para apoiar os que se encontram em risco ou que já foram vítimas. Com mais de 2,3 milhões de assinaturas recolhidas na União Europeia, a petição desta campanha foi a maior de sempre em termos de direitos humanos, recebeu uma série de prémios e teve o apoio de grandes formadores de opinião incluindo o Presidente Clinton que a descreveu “como uma abordagem exemplar para combater um desafio específico a nível mundial”.

Esta petição faz parte de uma campanha pioneira lançada pela The Body Shop e pela ECPAT, uma ONG que trabalha na luta contra o tráfico de crianças para exploração sexual e laboral e contra a prostituição infantil, que alerta os governos para a necessidade de tomarem mais medidas para proteger os 1,2 milhões de crianças e jovens  traficados anualmente com vista à exploração sexual.

Em resultado da campanha, 14 países espalhados um pouco por todo o mundo estão a adaptar as suas legislações como resposta a esta petição. Dos paises que já se comprometeram a tomar medidas como resultado da campanha  Acabe com o Tráfico Sexual de Crianças e Jovens incluem-se Malta, Dinamarca, Portugal, África do Sul, Malásia, Noruega, Suiça, Paquistão, Roménia, Taiwan , Irlanda, Indonésia, Filipinas e Nova Zelândia.

Pub

Informação relacionada

Deixar um comentário