Novo Opel Combo Cargo estreia no Salão “Transport CH”

Após a revelação da versão de passageiros do novo Opel Combo no Salão Automóvel de Frankfurt, é agora a vez de a variante de carga ser apresentada em primeira mão no salão de veículos comerciais “Transport CH”, em Berna, na Suíça. Na configuração orientada para o transporte de mercadorias e para a vertente comercial, o novo furgão Combo apresenta-se em múltiplas versões e revela-se especialmente prático e eficiente. Está disponível com duas distâncias entre eixos e duas alturas de tejadilho, em versões de painéis de chapa, com ou sem vidros.

O acesso optimizado ao compartimento de carga faz-se através de portas traseiras assimétricas ou, em opção, por um único portão traseiro. O Combo pode ainda ter uma ou duas portas de correr laterais. Em algumas configurações pode existir uma abertura adicional na parte posterior do tejadilho que permite o transporte de objectos especialmente longos.

Com capacidade para 3,4 ou 4,2 metros cúbicos de carga e podendo transportar uma tonelada de peso, o Combo lidera o seu segmento, preenchendo critérios fundamentais nesta categoria de veículos. O modelo destaca-se ainda pelas grandes dimensões do compartimento de carga, pelo baixo plano de carga e pela largura das portas laterais de correr.

O gama de motorizações vai ao encontro das mais diversas necessidades, uma vez que, à saída da fábrica, inclui quatro motores turbodiesel, um a gasolina e uma variante a gás natural comprimido (GNC), abrangendo um leque de potências de 90 a 135 cavalos.

Dependendo da motorização, o Combo dispõe de caixas manuais de cinco ou seis velocidades. O motor 1.6 CDTI de 90 cv pode ser equipado com caixa robotizada de cinco velocidades “Easytronic”. Na versão a gás natural, em vez do depósito de 60 litros, o Combo CNG apresenta um reservatório de gasolina de 22 litros e depósitos cilíndricos com capacidade para 95 litros de gás natural (130 litros na versão com distância entre eixos longa), o que se traduz numa autonomia de 750 quilómetros.

À excepção do Combo CNG, todas as versões estão disponíveis com tecnologia Start/Stop que garante a máxima economia de combustível no trânsito urbano e reduz as emissões de CO2. Os custos de utilização são excepcionalmente baixos graças aos longos intervalos entre inspecções – por exemplo, as versões turbodiesel só necessitam de ir à revisão a cada 35.000 quilómetros ou uma vez por ano.

O habitáculo do novo Combo comercial surpreende pelo elevado grau de funcionalidade e pelo carácter prático. São disso exemplo os grandes compartimentos nas portas, a zona de arrumação superior junto ao tejadilho, o porta-documentos no tabliê e o suporte para computador portátil no porta-luvas. Fazem parte do equipamento de série o fecho centralizado, a direcção assistida, a coluna de direcção ajustável, os vidros eléctricos e o banco do condutor com quatro regulações.

O novo Opel Combo é lançado no mercado português em Março do próximo ano.

Pub