Exposição Prémio Fotojornalismo 2011

Author: Share:

A Câmara Municipal de Évora e a Estação Imagem, em parceria com a Câmara Municipal de Mora, expõem na Igreja de S. Vicente daquela cidade as imagens vencedoras do Prémio de Fotojornalismo 2011. A mostra tem abertura ao público no dia 19 de Dezembro, às 17H30 com permanência até 22 de Janeiro, no horário 10H-19H.

A exposição Prémio Fotojornalismo 2011 Estação Imagem / Câmara de Mora apresenta as reportagens vencedoras daquela que é a segunda edição do Prémio dinamizado pela Estação Imagem, uma associação sem fins lucrativos dedicada ao estudo e promoção da imagem, com principal destaque para o trabalho de Nelson Aires que, com uma reportagem sobre um caso de “bullying” numa escola de Mirandela, garantiu a conquista do principal galardão do Prémio, vencendo igualmente na categoria Série de Retratos.

Os trabalhos que conquistaram as outras sete categorias do concurso integram, igualmente, a exposição: na categoria Vida Quotidiana, os galardoados João Carvalho Pina (Kameraphoto), Nacho Doce (agência Reuters) e Nelson d’Aires (Kameraphoto); Nuno Ferreira (Agência Lusa e Correio da Manhã) na categoria do Ambiente; Guillaume Pazat (Kameraphoto) na de Retrato; e Gonçalo Rosa da Silva (editor da revista Visão) na de Artes e Espectáculo.

O concurso, com outras seis categorias, além do galardão principal, estreou-se em 2010 e, nesta segunda edição, a organização recebeu 164 inscrições de fotojornalistas, que submeteram 462 reportagens, num total de 4 968 fotografias.

Nelson Aires foi também o vencedor da categoria Série de Retratos, com “Bairro da Estação”, sendo premiados ainda Tiago Miranda, pela reportagem “Retratos de um Despedimento”, e Daniel Rocha, com “Candidatos Presidenciais”, no segundo e terceiro lugar, respetivamente.

Na categoria de Notícias, o primeiro classificado foi Enric Vives Rubio, por uma reportagem sobre a Madeira, o segundo foi Nelson Garrido, com o trabalho “Papa pela TV”, e o terceiro foi Carlos Palma, por “Kingdom of Empty Dreams”.

O primeiro lugar na categoria de Vida Quotidiana coube a José Carlos Carvalho (“Mãe entre Muros”), sendo ainda premiados António Pedro Santos (“Campismo”), em segundo, e Augusto Brázio (“Cova da Moura”), em terceiro.

Este último fotojornalista conquistou a categoria Ambiente, com a reportagem “Natureza”, tendo o júri distinguido apenas outro fotógrafo, com o segundo prémio: Valter Vinagre, com o trabalho “Animais de Estimação”.

Arte e Espetáculos foi outra das categorias que apenas teve dois premiados, com Artur Machado (“Paredes de Coura”) a liderar, seguido de Martim Ramos “Mais que a Vida”, enquanto a categoria de Desporto teve um único galardoado, Leonel Moura, pela reportagem “Guerreiros do Norte”.

Além de todas estas reportagens distinguidas, foi ainda atribuída a Bolsa Estação Imagem 2011 a Paulo Alegria, que propôs desenvolver um trabalho intitulado “Cultura Magra”.

Prémio atribuído por um júri liderado por Aypery Ecer, vice-presidente do Departamento de Fotografia da Reuters, distinguiu ainda Ricardo Miereles (agência Via Visuais) e Nelson Garrido (Público), na categoria de Notícias; Jorge Monteiro (Gestifoot Media) na categoria Acção no Desporto e Nelson d’Aires (Kameraphoto) na categoria especial “2009, ano de eleições”.

Pub

Informação relacionada