A Caran d’Ache homenageia Yuri Gagarin

Para assinalar o 50º aniversário do primeiro voo espacial tripulado, a 12 de Abril de 1961, a Maison de Haute Écriture criou uma edição limitada de canetas permanente e roller.

A Caran d’Ache sempre foi inspirada pela cultura rica e pelos grandes acontecimentos que marcaram a história. A origem do nome da marca encontra-se precisamente nesse país: “Karandash”, que significa “lápis” em russo. Em 2004, e empresa criou a Edição Limitada São Petersburgo para celebrar os 300 anos da fundação da cidade. Em 2006, a Galeria Nacional Tretyakov, em Moscovo, foi homenageada com uma Edição Limitada no seu 150° aniversário e hoje, um instrumento de escrita excepcional presta nova homenagem à Rússia e ao primeiro homem no espaço, Yuri Gagarin.

Designado herói da União Soviética e agraciado com a Ordem de Lenine, em 1961, o cosmonauta russo deixou o seu marco na história da humanidade, ao tornar-se no primeiro homem a visitar o espaço. A bordo da cápsula Vostok I, Gagarin deu uma volta à órbita do planeta Terra em 108 minutos.

É este homem notável, e a Rússia em geral, que a Caran d’Ache homenageia na sua nova edição Limitada Yuri Gagarin. A marca desenvolveu uma edição comemorativa do ano histórico de 1961, composta por esse número de canetas de tinta permanente e rollers.

Repletas de simbolismos, estas canetas foram produzidas com materiais nobres. A laca preto mate, que representa a escuridão do universo, envolve o corpo e a tampa da caneta, contrastando de forma elegante com a camada de ródio banhada a ouro ou prata. No corpo de cada instrumento podemos ler a famosa e inspiradora frase proferida por Yuri Gagarin, quando voltou da sua primeira viagem espacial: “Ao completar a órbita da Terra na nave especial, vi quão belo é o nosso planeta. Vamos preservar e reforçar esta beleza e não destruí-la!”.

Para tornar estas canetas ainda mais emblemáticas, os artesãos da Caran d’Ache conseguiram gravar uma fotografia do cosmonauta directamente na tampa, através de um novo processo e de técnicas inovadoras. Utilizando ferramentas altamente precisas, que mediram os pixéis da fotografia para definir as diferentes profundidades da gravação, foram detectados 256 tipos de cinzentos e necessárias mais de seis horas de trabalho para reproduzir essas profundidades. O resultado é uma escultura realista, de extremo rigor, que confere relevo ao retrato.

Dedicada a todos os coleccionadores, amantes do luxo e fascinados por astronomia, esta edição apresenta materiais de qualidade inigualável, trabalhados com elegância, e exemplifica o alcance e profundidade da perícia da Caran d’Ache.

As canetas são acompanhadas por uma elegante caixa de madeira lacada em preto, com inscrição do nome do cosmonauta em inglês e russo.

PVP’s recomendados:
Edição Comemorativa 1961:
Caneta de tinta permanente: 1.100 euros
Roller: 895 euros

+ sobre Caran d’Ache

Recomendado para si

FILA apresenta coleção FW 2018 Neste Outono-Inverno a FILA apresenta uma coleção fantástica que presta homenagem à sua herança atlética ao mesmo tempo que leva o design e estilo con...
Reebok Classic relembra anos 90 com a nova coleção Rapide Reebok Classic trás o charme “old school” para este Outono/ Inverno. Criado numa era de solas grossas e de linhas inspiradas no Espaço, o Rapide desta...
Timberland redefine o estilo urbano Stranton é um modelo que surpreenderá os fãs da Timberland e conquistará novos. Arrojado, atendendo às linhas mais históricas da marca, o design inova...
KIABI abre nova loja no Dolce Vita Tejo Seguindo o exemplo das antecessoras lojas do Fórum Sintra e Marshopping Matosinhos, este será um espaço com o conceito de loja K3, contando com cerca ...
Swarovski apresenta novo documentário “WATERSCHOOLR... A Swarovski e a UCLA School of Theater, Film and Television fizeram uma parceria para criar "WATERSCHOOL", um novo e cativante filme que dá vida ao tr...
INSIDE abre nova loja no Aqua Portimão A retalhista de vestuário espanhola INSIDE continua a apostar em Portugal. Desta vez, o local eleito para inaugurar uma nova loja foi Portimão, no Alg...