Reserva Dark Sky Alqueva é Starlight Tourism Destination

Author: Share:

A Reserva Dark Sky Alqueva acaba de ser reconhecida como a primeira Reserva do Mundo a obter a Certificação Starlight Tourism Destination atribuída pela Unesco e pela Organização Mundial do Turismo.

A certificação atribuída à Reserva Dark Sky Alqueva, da qual fazem parte os municípios de Portel, Reguengos de Monsaraz, Alandroal, Mourão, Moura e Barrancos, atesta as características únicas do céu nocturno presente, nesta zona do Alentejo, diz uma informação.

O projecto, que surgiu em 2009 de uma parceria público-privada, pretende dar à região do Alqueva uma nova vida ao cair da noite, permitindo ao visitante a fruição deste território sob um céu límpido e estrelado, deixando-se levar até onde o seu imaginário permitir.

Além de inovador, o produto permite ainda obter compromissos no âmbito da sustentabilidade ao nível económico e ambiental, dos quais se destaca no imediato a redução da factura energética e o posicionamento privilegiado face a novos mercados, com impactos positivos para a região.

O seu objectivo é reduzir a sazonalidade da procura, o impacto do transporte turístico, melhorar a qualidade do emprego no sector do turismo, melhorar a qualidade das comunidades face à mudança, minimizar o impacto da utilização de recursos e da produção de resíduos, conservar e acrescentar valor ao património natural e cultural, possibilitar o gozo de férias a todos e utilizar o turismo como ferramenta no desenvolvimento sustentável global.

A pretensão da Reserva é criar um destino onde o motivo de atracção seja a usufruir de um céu estrelado livre de poluição luminosa que permita oferecer ao turista actividades nocturnas.

Associado à Reserva está já em implementação a “Rota Dark Sky Alqueva”, onde o turista poderá optar por realizar actividades nocturnas tais como passeios pedestres, passeios a cavalo, observação de estrelas, birdwatching, wildnightwatching, entre outras actividades. A Rota Dark Sky Alqueva inclui actualmente oito unidades de alojamento, cinco de restauração e três empresas de animação turística que já estão aptos a receberem os chamados “astro-turistas”.

Pub

Informação relacionada