Desilusão de Judas é livro de estreia de António Ganhão

Author: Share:

A “Desilusão de Judas” é o livro de estreia de António Ganhão e conta a história de um personagem do Barreiro, católico praticante, bom pai, bom marido, atento à sua comunidade e participativo na sua paróquia que se transforma num exterminador do mal.

Através da participação num curso bíblico procura encontrar respostas para algumas das suas dúvidas. Este aprofundamento dos seus conhecimentos religiosos visa torná-lo num adulto na sua fé.

O livro, sendo um testemunho de uma certa vivência religiosa, não é contudo a exaltação dos bons valores católicos como proposta de uma vida sã e preenchida. A crítica à dissociação entre teoria e a prática é uma das constantes deste livro, sempre acompanhadas de um acutilante sentido de humor.

O personagem julga-se herdeiro da tradição das lutas operárias que surgiram com a implantação da República e que impuseram, no meio fabril, um horário de trabalho; rejeitando a forma suburbana como as pessoas vivem, sem qualquer sentido de comunidade. É em Lisboa, a grande metrópole, que ele dá corpo a um executor do bem, eliminando fisicamente quem considera ser destituído de valores espirituais. Este executante do bem, em formato de um serial killer, constitui uma singularidade no panorama literário português.

Pub

Informação relacionada