amo.te Ciência inaugura no Pavilhão do Conhecimento

Author: Share:

É no interior do edifício do Pavilhão do Conhecimento – Ciência Viva, no Parque das Nações, desenhado pelo arquitecto Carrilho da Graça, que vai inaugurar no próximo dia 28 de Janeiro, o novo espaço amo.te Ciência.

O Grupo amo.te aposta uma vez mais numa estrutura de enorme prestígio cultural para aumentar a sua oferta em Lisboa. O objectivo é continuar a crescer em parceria com entidades e em palcos que se identifiquem com os valores da marca. Depois dos investimentos realizados no Museu da Electricidade ( amo.te Tejo ), Teatro Nacional D. Maria II ( amo.te Lisboa ), amo.te Chiado, amo.te Meco, e agora no Pavilhão do Conhecimento ( amo.te Ciência ), a primeira love brand Portuguesa pretende a médio-prazo continuar a posicionar a marca numa vertente claramente cultural e artística que interfira directamente na originalidade e dinâmica dos seus serviços.

A Ciência chegou à cozinha amo.te e está a virar tudo de pernas para o ar! No novo amo.te Ciência descobrem-se respostas a perguntas que nunca “passaram pelo prato” fazer. A arte culinária amo.te está agora também num laboratório em forma de coração onde cozinheiros que mais parecem cientistas experimentam novos sabores, texturas, empratamentos, num mundo gastronómico que pretende ser uma experiência única para todos os que o visitarem. Os processos de confecção de uma receita são explorados e inspirados em métodos de sedução que transformam simples ovos mexidos com farinheira, carpaccio´s de carne e salmão ou francesinhas em forma de coração. É um conceito de restauração assumidamente familiar e inserido na filosofia do Pavilhão do Conhecimento com diversas actividades para os mais pequenos.

O Grupo amo.te lançou entretanto uma nova campanha presente em 20 rádios locais, nas redes sociais ( facebook Vírus amo.te ) e site oficial. O objectivo? O amo.te quer contaminar Portugal com um novo vírus que gera empreendedorismo com impacto económico e social de forma sustentável, um vírus empenhado em assegurar a sustentabilidade de Portugal, e que quer ser parte activa na mudança qualitativa de que necessitamos no nosso País. Que injecta valores essenciais à criação de uma melhor comunidade, estimula o aumento de emprego, aposta na formação e em novas oportunidades profissionais e artísticas. Resumindo, um vírus comprometido com o desenvolvimento económico e social de Portugal. E nada melhor que dar o exemplo!

amo.te Ciência! e eu a ti…

Pub

Informação relacionada