United Colors of Benetton: explosão de cores no Verão

Author: Share:

A colecção primavera/verão 2012 da United Colors of Benetton é uma explosão cromática irresistível, onde as cores garridas e estampas, desde sempre no ADN da marca, são o must da estação.

É a cor que enfatiza todos os elementos que fazem tendência: geometrias, fantasias, enfeites, tecidos, sugestões para um verão longo e caloroso.

Na colecção de senhora sobressaem as polka pots em camisolas de algodão e bermudas de seda, saias e vestidos; a seda cintilante, brilhante, fluida, elegante e requintada nas calças direitas, nas minis de panos, nas camisas de corte masculino, nas blusas foulard, usar uma peça de seda de cada vez, de preferência combinada com o denim, algodão, jersei e o tricô. Sobressai também o pizzo cuja matriz é o bordado San Gallo, fresco, simples. As flores usam-se muito pequenas e estampadas, ou em hibiscos gigantes.

As listas usam-se de todas as cores, de todos os tamanhos, de todas as direcções. As variações sobre o tema confiam na criatividade dos modelos e na mistura cromática: dos shorts às riscas à blusa foulard de riscas marcantes, da camisa quimono essencial, às t’shirts à marinheira, ao tricô jacquard vagamente étnico.

Também presente estão os quadradinhos que são mais variações estivais de quadrados escoceses, que se transformam ora trench-coats em gabardinas, ora kilts mas em musselina, até ao tornozelo e com as imprescindíveis fitinhas em pele. Mas também temos os quadrados madras para vestidos de alças folk.

Finalmente os Blues: as calças formais, o cardigan requintado, a camisa elegante, o vestido bom-tom. Depois, o indigo do denim com todas as declinações de rigor. O azul estival pode tornar-se turquesa e transforma-se em amplas e preciosas saias franzidas até ao joelho ou ao tornozelo, calças jodphur para usar com blazers e vestidos justos de algodão. O conjunto clássico é em branco nata.

Na colecção de homem temos o travel, pouco formal, muito desportivo e de viagem, o Colors habilmente utilizadas, quer em combinações corajosas: azul e laranja, coral e turquesa, amarelo e vermelho, verde e azul petróleo, quer nas soluções multicores em peças soltas, como nas malhas com mangas anos ’50, em perfis de cores diferentes e contraste cromático.

O pastello é a tendência insólita para o homem caseiro, que usa as cores de rebuçado com idêntica naturalidade tanto nas camisas como nas t’shirts, nas calças e nas bermudas, nos casacos e nos coletes.

Já no used a ideia é a das peças “domadas” pelo uso e pelas lavagens: as cores são ou poeirentas e indefinidas ou literalmente descoradas.

A “knittingmania” chega com as camisolas primaveris feitas à mão: da pseudo-canadiana com os passamanes na gola redonda trabalhada pelo avesso, passando pela camisola de ténis com torcidos, ao cardigan com fecho e gola, da camisola à marinheira ao casacão em forma de xaile com carré jacquard.

A tendência feminina cria espaço também para ele com as Stripes&square, ainda que de modo mais discreto: pólo de riscas english, t’shirts com mega riscas, camisas multi-riscas e camisolas de espessura média com riscas etno-jacquard. Os quadrados são básicos, quase género toalha de mesa, para bermudas e camisolas country.

Informação relacionada