Azeite Casa Anadia prepara-se para os mercados internacionais

Author: Share:

O Azeite Casa Anadia prepara-se para entrar em diversos mercados internacionais de forma a escoar a sua produção 2011 e antecipar o previsível crescimento das suas vendas. Escandinávia, Europa Central e Brasil são as apostas a curto prazo da marca que vai estar presente em eventos próprios ou integrar feiras alimentares.

Aquele azeite português vai mostrar-se este ano num road-show pela Alemanha e em eventos próprios na Suécia, Dinamarca, Holanda e Bélgica.

A sedução lusa será feita pelas referências DOP Extra Virgem, com apenas 0,1 graus de acidez, da colheita 2011, em garrafas de 500 ml; Extra Virgem, em garrafas de 750 ml; e Castelo de Alferrarede Extra Virgem, garrafas de três e cinco litros.

Rui Pereira Coutinho, administrador da Casa Anadia, “o mercado português não vai ter capacidade para escoar a nossa futura produção, daí estarmos já a preparar a abertura de novos mercados. São azeites de qualidade superior, devido á preocupação que temos de que toda a azeitona que entra no lagar esteja em óptimo estado. Os DOP obrigam a um caderno de encargos ambiental muito rígido, o que aumenta o seu custo de produção, mas que oferece uma garantia de qualidade única. São azeites para um mercado exigente, dai a preparação da entrada nos vários países que o apreciam”.

O azeite Casa Anadia chegou ao mercado em Novembro passado, tendo vendido cerca de 8.500 mil garrafas de azeite, 3.500 DOP e 5.000 Virgem Extra. Para 2012, a produção rondará as 40.000 garrafas. 10.000 para o mercado nacional e as 30.000 para o mercado externo.

A marca Casa da Anadia pretende a ser uma referência no mercado pelo facto de ser o azeite com um grau de acidez mais baixo (0,1/ 0,2%), o que lhe confere características organolépticas únicas e distintivas.

Produzido em Alferrarede, concelho de Abrantes, o azeite Casa Anadia provém de azeitonas colhidas e prensadas no mesmo dia para garantir a qualidade do produto, o qual é sujeito à transformação sob elevados padrões de qualidade técnica e de segurança alimentar.

O responsável pelos lotes é o José Gouveia, académico do ISA (Lisboa) e um reconhecido perito nacional em azeite.

Clique para mais informações

Pub

Informação relacionada