Repetto, calçado com “garra”

Author: Share:

Tudo começou em 1947 num pequeno atelier a dois passos da Opera de Paris, quando Rose Repetto criou as primeiras sapatilhas de ballet a pedido do seu filho, o bailarino e coreógrafo Roland Petit, na altura com 23 anos.

Quase dez anos depois, a ainda jovem atriz Brigitte Bardot pediu a Rose que criasse um par especial de bailarinas Repetto para usar na obra prima de Roger Vadim: “E Deus Criou a Mulher”. Et voilá! Nasceu o primeiro par de calçado Repetto adequado para o uso diário na rua. Sessenta anos depois e um milhão de pares de sapatilhas para ballet mais tarde o nome Repetto é hoje sinónimo de conforto, qualidade e elegância.

Neste verão apaixone-se pelos modelos BB e Naya Léopard. 100% pele com forro 100% algodão, apresenta um veludo preto e um leopard print cinza. A palmilha, também em pele, é acolchoada.

“Dançe” pelas ruas com Repetto ao som da alegria do calor.

Pub

Informação relacionada