Tabaco aumenta risco de obesidade

Author: Share:

Uma investigação norte americana concluiu que os fumadores têm maior propensão para acumular gordura na zona abdominal podendo chegar, em média, a pesar mais cinco quilos do que pessoas não-fumadoras. Os resultados do estudo Tobacco, apresentados pela Facilitas Healthcare, desvendam um dos mitos mais populares: o tabaco emagrece. Esta crença é, aliás, um dos principais argumentos utilizados pelos fumadores para evitar ou adiar a decisão de deixar de fumar.

“O consumo de tabaco está, normalmente, associado a hábitos pouco saudáveis. Em regra, os fumadores são menos conscientes da sua saúde e apresentam menor força de vontade do que os não fumadores, o que os torna mais vulneráveis ao ganho de peso. Mesmo no caso dos fumadores que tentam levar uma vida menos sedentária, está comprovado que o tabaco gera dificuldades na criação de músculo, causa flacidez e implica uma respiração descoordenada que dificulta a atividade física”, explica Marta Andrade, terapeuta de Cessação Tabágica da Facilitas Healthcare.

Desde o início de 2012 que está disponível em Portugal um novo método de cessação tabágica – terapia sof laser Facilitas – que se diferencia por ser não invasiva, 100% natural e sem efeitos secundários. O método Facilitas apresenta uma taxa de sucesso final de 90%.

O Grupo Facilitas Healthcare nasceu na Alemanha, em 2007, e atualmente tem mais de 40 clínicas espalhadas por 15 países da Europa, América e Ásia. O método de cessação tabágica que aplica assenta numa terapia soft laser, indolor e não invasiva, com a duração de 90 minutos e uma taxa de sucesso final de 90%. Desde que iniciou actividade, o método Facilitas Healthcare já ajudou mais de 50 mil pessoas a deixar de fumar. Na Holanda, a terapia faz parte do Sistema Nacional de Saúde.

Pub

Informação relacionada