Imaginarium celebra o Dia do Livro reforçando a sua aposta

Author: Share:

A Imaginarium, marca espanhola líder em matéria de brinquedos e de educação infantil, reforça, no âmbito do Dia do Livro, o seu compromisso com a cultura e a promoção da leitura entre os mais pequenos. Assim, a marca espanhola põe agora à disposição dos seus clientes um guia de livros imprescindíveis para ler e desfrutar durante a infância, concebendo-o como um apoio mais voltado para os pais que partilham a paixão pela cultura e pela educação dos filhos.

O guia da Imaginarium dá recomendações para acompanhar as crianças e desfrutar com elas ao longo das diferentes etapas de maturidade na leitura. São obras ilustradas, porque a parte visual tem um papel fundamental na formação da leitura e da estética nas crianças, em que a simbiose entre texto, ilustração e qualidade literária é perfeita. A propósito desta questão, Natália Chueca, directora de Marketing da Imaginarium, explica que “decidimos editar este guia para ajudar os pais na escolha mais adequada. É um guia que contém uma selecção de grande qualidade, de êxito internacional e com um importante valor pedagógico, que encontramos entre as recomendações dos nossos peritos”.

Não podemos esquecer que, segundo o Estudo Internacional sobre Hábitos de Brincadeira e Brinquedos desenvolvido pela marca espanhola, somente 5% dos pais espanhóis optariam por dar de presente aos seus filhos o seu livro preferido, ao contrário de 32,3% que ofereceriam brinquedos educativos e de construção ou de 22% que escolheriam os que potenciam a criatividade.

Natalia Chueca, directora de Marketing da Imaginarium, comenta: “É importante fomentar o gosto pela leitura nos nossos filhos desde pequenos, e os bons livros podem ajudar-nos muito a converter esta tarefa pedagógica num momento de diversão e entretenimento em família. A editorial Imaginarium conta com um conjunto de livros que combinam ambos os factores, leituras que ao mesmo tempo divertem e ajudam a transmitir valores educativos e sociais, como a solidariedade, o respeito ou a liberdade individual”.

Neste sentido, não se pode esquecer que ler desenvolve a sensibilidade, a imaginação e a criatividade, amplia a percepção e o conhecimento e favorece a formação de valores. Para além disso, se levarmos a cabo esta tarefa em família, com os nossos filhos, reforçamos os laços afectivos, o crescimento emocional das crianças e alimentamos o amor pelos livros.

E para aquelas crianças que preferem ler ao interagir com a tecnologia, também há opções. De facto, do estudo da Imaginarium depreende-se que mais de 50% dos pais acreditam que a tecnologia tem aspectos favoráveis e educativos nas brincadeiras. Neste sentido, produtos como o Paquito, o leitor de e-books e multimédia, são ideais para os chamados “nativos digitais”.

Pub

Informação relacionada