Herdade das Servas ganha prémio e lança novidades nos brancos

A Herdade das Servas – projecto da família Serrano Mira, uma das mais antigas na produção de vinho no Alentejo (em Estremoz) – acaba de ganhar a “Talha de Prata” na categoria de vinho branco no âmbito do XXI Concurso “Os Melhores Vinhos do Alentejo” Colheita 2011, prémio este que coincide com o lançamento das últimas novidades do produtor no que toca aos brancos: ‘Monte das Servas Escolha 2011’ e ‘Vinha das Servas 2011’. Dois brancos onde se destacam a frescura e a fruta tropical. O primeiro já está no mercado, o segundo estará em breve.

“É com muito agrado que recebemos este galardão; mais um a atestar a qualidade dos nossos vinhos e, neste caso, na produção. Não se trata de um concurso de vinhos engarrafados o que o torna ainda mais aliciante.”, afirmam os proprietários das Herdade das Servas, Carlos e Luís Serrano Mira.

Roupeiro (40%), Antão Vaz (20%), Verdelho (20%) e Viognier (20%) são as castas que integram o lote da colheita de 2011 do ‘Monte das Servas Escolha’. O produto final é um branco com 14%, cor cítrica aloirada e aromas a frutos tropicais maduros integrados com algumas notas de mel. Na boca é fresco, frutado, elegante e tem uma boa acidez, terminando com um final agradável e persistente.

Para criar o ‘Vinha das Servas branco 2011’ – um branco fresco, frutado, com uma cor cítrica e aromas a frutos tropicais –, a equipa de enologia da Herdade das Servas optou por um blend de Roupeiro, Antão Vaz e Arinto. Com boa acidez e um final de boca agradável este néctar tem um teor de álcool ligeiramente inferior ao anterior, 13,5%.

O processo de vinificação e envelhecimento destes dois brancos, ideais para consumo no dia-a-dia e que prometem ser uma boa companhia gastronómica, é comum: decantação durante 48 horas, seguida de fermentação a baixa temperatura (14-15.º) em cubas de inox, durante duas semanas; estágio de três meses em garrafa na cave da Herdade das Servas.

Uma garrafa de 750 ml de ‘Monte das Servas Escolha branco 2011’ custa cerca de € 4,54, ficando a de ‘Vinha das Servas branco 2011’ por € 2,97 (p.v.p. recomendado).

Pub