Chá preto pode melhorar a performance mental

Author: Share:

Estudo científico comprova aumento da concentração.

O chá preto, a bebida quente favorita na Europa Ocidental, contribui para uma melhor performance mental, revelam vários estudos realizados recentemente por quatro investigadores, Giesbrecht, Rycroft, Rowson e De Bruin, que se dedicaram à investigação dos efeitos do chá na saúde e na vida humana.

Na realidade, tem vindo a ser provado – seja pelos estudos realizados ao longo da história, que apontam o chá como parte essencial de uma alimentação e estilo de vida saudáveis, seja pela actual investigação publicada no Nutritional Neuroscienes e realizada pelo professor Giesbrecht -, que o consumo de chá preto contribui para aumentar a performance cognitiva, a capacidade de melhorar o estado de espírito, reduzindo a fadiga mental, níveis que se mantêm constantes quando é ingerido regularmente.

Para chegar a tal conclusão, este investigador realizou dois estudos – um com 26 voluntários, outro com 32 –, nos quais os participantes tinham que ingerir chá preto, numa ocasião, e chá “placebo” (água quente com sabor), numa outra, sem que soubessem qual dos dois se tratava. Metade dos voluntários consumiram o chá preto em primeiro lugar e só depois o placebo, enquanto os outros o fizeram pela ordem inversa. Os testes de concentração realizados apontavam para uma melhor performance, após a ingestão de chá preto, o que vem corroborar a teoria dos seus benefícios não só quando ingerido regularmente, mas também em situações pontuais.

Na génese destes benefícios do chá encontram-se alguns dos seus constituintes, substâncias biologicamente activas como a teína e cafeína, e ainda a sua capacidade de hidratação. De facto, a desidratação do corpo humano pode provocar um decréscimo da atenção, concentração, performance e memória de curto-prazo, como têm vindo a revelar vários estudos. A teína e cafeína, por sua vez, contribuem, respectivamente, para a actividade cerebral (essencial para a atenção selectiva e focada, perante vários estímulos) e para rapidez no processamento e capacidade de resposta. A interacção entre as duas, por sua vez, pode potenciar estes benefícios, contribuindo para o bem-estar e concentração. Actualmente sabe-se que a teína estimula a actividade cerebral potenciando a emissão das ondas alfa, que estão associadas a um estado de relaxamento e simultaneamente de alerta mental.

Pub

Informação relacionada