Talking Heads abre XIV Festival de Criatividade

Author: Share:

O XIV Festival de Criatividade, organizado pelo Clube de Criativos de Portugal, arrancou ontem no Parque Marechal Carmona em Cascais, com as “Talking Heads”, apresentações e partilha de experiências por profissionais de várias áreas. Com o mote “Cuidado com o Déjà Vu”, a cerimónia de entrega de prémios tem lugar hoje à noite.

Estes momentos de inspiração em doses compactas, denominados “Talking Heads” contaram com a presença de Edson Athayde (Publicitário, Cronista, Romancista, Produtor Musical), de Henrique Fonseca (Diretor- Serviços de Internet Móvel e Conteúdos Vodafone), de José Pais Vieira (Administrador Viarco), de Mário Laginha (Músico), de Nuno Sá (Maestro, diretor artístico da Lisbon Film Orchestra/diretor artístico musical no ”Flashmob do Miguel”, campanha publicitária da Optimus) e de Vasco Durão (Brand Strategist, Sociólogo, Escritor).

Os oradores foram convidados a partilhar as suas experiências e a dar conselhos sobre como combater o Déjà Vu. José Pais Vieira abriu a sessão, em grande interação com os jovens presentes, afirmando que a melhor forma de evitar o Déjà Vu “é utilizar o conhecimento adquirido para produzir coisas diferentes.”

Para Vasco Durão não faz sentido criar departamentos criativos, pois ao fazê-lo todos os outros colaboradores “demitem-se” da função de criar. Com referências como Bruce Mau ou Shakespear, Vasco Durão terminou dizendo que “motiva-me os que perguntam o que podem fazer pela ideia, ao contrário daqueles que perguntam o que a ideia pode fazer por eles.”

Mário Laginha proporcionou aos presentes um agradável momento musical, partilhando a sua experiência na criação enquanto músico, pois “sempre que um compositor começa a fazer música debate-se com o déjà vu”.

Henrique Fonseca debruçou-se sobre as potencialidades na internet móvel na procura de soluções criativas e inovadores, com especial destaque para as aplicações móveis.

Para Nuno Sá “fugir do déjà vu é podermos através do estudo dar novas interpretações”. O Maestro partilhou a sua experiência na criação da campanha da Optimus, em que o desafio passou por reinventar a música “All together now”.

Edson Athayde fechou a sessão, dando a conhecer alguns dos momentos marcantes da sua vida pessoal e profissional, e como ele próprio desafiou o Déjà Vu através de um constante sentimento de insatisfação e procura de realização. “A sua zona de conforto pode ser a sua perdição”, referiu o publicitário, incentivando os presentes a fazer o que querem, como querem e quando querem.

O Festival do CCP volta, assim, a promover a excelência criativa da comunicação comercial nacional e os premiados foram revelados ontem no site oficial do CCP e podem ser consultados em: http://www.clubecriativos.com/List.aspx?contentId=102

O Grande Prémio, a distinção mais aguardada, é revelado esta noite na entrega de prémios a ter lugar no Parque Marechal Carmona, em Cascais.

Pub

Informação relacionada