Os números do primeiro fim de semana do Rock in Rio-Lisboa 2012

Author: Share:

Durante o primeiro fim de semana do maior evento de música e entretenimento do mundo, a Cidade do Rock recebeu 125.000 fãs. O dia 25 de maio, o primeiro do evento, dedicado ao metal, contou com 42.000 pessoas. No segundo dia, 26 de maio, o público quase duplicou e 83.000 fãs marcaram presença no evento.

No Palco Mundo todo os concertos foram muito bem recebidos pelo público. Fabiano Queiroz, do Departamento Artístico, sublinha que todas as atuações foram executadas de forma brilhante e todos os horários foram cumpridos. Os concertos de Metallica e Mastodon no primeiro dia foram memoráveis, os Metallica revisitaram o Black Album e o concerto foi quase um best of, os Mastodon mostraram a força que têm no mercado do metal. No dia 26, os concertos foram repletos de energia e força, as atuações de Linkin Park e de Limp Bizkit proporcionaram bons momentos e o concerto dos Smashing Pumpkins foi histórico para os fãs de música indie.

No Palco Sunset o balanço foi mais do que positivo nos dois dias. Para Zé Ricardo, Diretor Artístico deste palco, o dueto entre Andreas Kisser e Kreator foi um encontro cheio de química e sintonia e um dos momentos inesquecíveis do primeiro dia do Rock in Rio-Lisboa 2012. No dia 26, os três concertos do Palco Sunset traduziram o propósito deste palco. A atuação de Rita Redshoes com Moreno Veloso foi um momento delicado e perfeitamente elaborado onde os artistas combinaram samba com rock. A atuação de Mafalada Veiga com Marcelo Jeneci foi, para Zé Ricardo, mais do que um encontro de dois músicos, um encontro de almas. O concerto dos Xutos & Pontapés com os Titãs foi, como já tinha sido no Rio de Janeiro no Rock in Rio 2011, um concerto onde as duas bandas se tornaram uma só.

A Eletrónica Heineken também refletiu o sucesso deste primeiro fim de semana. No dia 25 de maio as atuações de Dr. Lektroluv e de Chase & Status Dj Set & Rage foram das mais aguardadas e das mais emblemáticas. Para Miguel Marangas, Diretor Artístico deste espaço, a noite de 26 de maio esteve sempre cheia até às 04h00 e estima-se que cerca de 5.000 pessoas estivessem neste espaço para dançar ao som de The Discotexas Band Live e Azari & III Live. O feedback dos artistas que atuaram neste espaço foi extremamente positivo.

Rock Street

Durante os dois dias, a Rock Street foi sempre um dos espaços com maior movimento na Cidade do Rock sendo que as atuações no coreto conseguiram parar o público. Bruce Leitman, Diretor Artístico da Rock Street e um dos músicos que atuou neste espaço, considera que o concerto de Melech Mechaya terá sido um dos pontos altos da noite de 25 de maio, o público dançou ao som da banda e o ambiente de festa e alegria alastrou pela Rock Street. Os projeto Bug, músicos de rua itinerantes que animam este espaço, conseguiram criar um ambiente de grande intimidade entre músicos, artistas de rua e o público, invadindo as lojas da Rock Street. No sábado, 26 de maio, o concerto de Nobody’s Bizzness dominou o fim de tarde ao som de blues com um toque calmo e relaxante. O concerto de TJ Johnson, que aconteceu entre as atuações de Linkin Park e The Smashing Pumpkins no Palco Mundo, encheu a Rock Street e foi dos momentos mais apreciados pelo público.

Street Dance

A Street Dance apresentou três performances diárias da crew residente, os Jukebox, e atuações das crews Da Scum, 12 Macacos c/ Liva Kingz e Legacy Crew, e dos semi-finalistas do Concurso Street Dance. Os artistas conseguiram captar a atenção do público e as atuações das crews foram bastante aplaudidas.

Diversões

As diversões continuam a ser uma das grandes atrações da Cidade do Rock. No primeiro fim de semana cerca de 7.200 pessoas andaram na Montanha Russa da Santa Casa, na Roda Gigante do Millennium bcp e da Embratur que permite ter uma vista panorâmica não só da Cidade do Rock como também da cidade de Lisboa andaram cerca de 10.500 pessoas. No Slide da Pepsi, deslizaram cerca de 821 pessoas numa descida com vista privilegiada para o Palco Mundo.

Patrocinadores

A SIC Radical teve um recorde histórico no primeiro fim de semana do Rock in Rio-Lisboa 2012, o canal foi visto em média por mais de 51.800 telespetadores no dia 26 de maio, batendo o anterior recorde de emissões conquistado em 2004 com a primeira edição do Rock in Rio-Lisboa. Durante o concerto de Linkin Park a SIC Radical atingiu o impressionante número de 200 mil espetadores.

O stand da SIC distribui pela Cidade do Rock 20 mil mochilas, 600 gorros e 1.000 fitas de pescoço.

A página do Rock in Rio no Sapo registou 806.246 page views apenas nos dias 25 e 26 de maio, sendo que na semana anterior estes números já estavam em crescimento.

O Grupo R/com acompanhou em direto tudo o que se passou na Cidade do Rock, permitindo que os ouvintes que não estavam presentes no recinto pudessem viver a experiências em primeira mão. A emissão online da Rádio Renascença registou 22 mil ligações nos dias 25 e 26 de maio, a emissão online da RFM contou com 133 mil ouvintes e a Mega Hits com 58 mil ouvintes online.

Em dois dias, o Millennium bcp distribuiu 20.000 óculos, 12.000 cabeleiras e 3.000 lenços e a Vodafone distribuiu cerca de 15.000 sofás, 2.000 fitas, 5.000 sacos e 7.500 luvas.

No stand da Heineken foram consumidos 81.000 litros de cerveja, entre vendas e ofertas, foram distribuídos 8.000 brindes e foram usados 220.000 copos de cerveja. Num jogo em que por cada 10 copos entregues cada pessoa se habilitava a receber um prémio como canetas, cadernos, descapsulador de mão e cerveja, foram recolhidos 6.000 copos para reciclagem.

Alimentação

Nos dias 25 e 26 de maio, o stand da Telepizza registou 12.164 pedidos, vendeu 10.000 fatias de pizza e 5.504 pizzas inteiras.

No KFC foram vendidas 6.733 bebidas, 5.946 sandes e 3.640 extras (como batatas fritas, hot wings e brownies).

Nos espaços Nicola foram vendidos 15.000 cafés e na Cidade do Rock foram consumidas 11.000 unidades de Frozen Icy Caipirinha Cachaca 51 e Favaito Tonica em dois dias.

Nos bares oficiais foram servidos cerca de 6.000 hot dogs e 23.000 sandes.

Projeto Social

A campanha Eu Vou de Bicicleta trouxe vários fãs de bicicleta para a Cidade do Rock, 106 pessoas utilizaram o bicicletário neste primeiro fim de semana para guardar as suas bicicletas e fazer algumas reparações necessárias.

Durante os primeiros dois dias do Rock in Rio-Lisboa 2012, a Dariacordar recolheu 120 refeições do catering Casa do Marquês e entregou-as à Obra Nazareno que as distribuiu por famílias carenciadas na freguesia de Marvila.

Nos mesmos dias a Re-food conseguiu recolher junto dos stands alimentares presentes na Cidade do Rock 108 sandes de leitão, 430 pães, 29 pizzas, 25 refeições de frango, 23 farturas e 9 bolos do “Melhor Chocolate do Mundo”. Estes alimentos foram também entregues a instituições de solidariedade locais.

No primeiro fim de semana do Rock in Rio-Lisboa 2012, 50% dos resíduos produzidos foram corretamente reencaminhados para reciclagem. Nos dias 25 e 26 de maio, foram produzidas 28 toneladas de resíduos no total, das quais 14 toneladas de plástico que foram para reciclagem.

Saúde e Segurança

Durante os dois dias, registaram-se apenas 232 ocorrências com atendimento de saúde, entre dores de cabeça, alergias, baixa tensão ou desidratação, entorses, luxações e alguns casos de consumo de álcool em excesso, especialmente no segundo dia, no qual a faixa etária dominante se situava entre os 18 e os 25 anos.

No âmbito da segurança registaram-se algumas tentativas de intrusão no recinto prontamente evitadas pela Prossegur e pequenos conflitos entre grupos que a Prosegur e a PSP controlaram com eficiência e rapidez.

Nos primeiros dias de junho o Rock in Rio-Lisboa 2012 volta à Cidade do Rock.

Clique para mais informações

Pub

Informação relacionada