Saiu o novo livro da Edição Crítica das Obras de Almeida Garrett

Author: Share:

“Correspondência Familiar”, o quarto volume da Edição Crítica das Obras de Almeida Garrett, foi lançado a passada semana na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, com apresentação de Paula Morão. O título agora lançado inclui um total de 105 cartas, 48 das quais inéditas, e permite ao leitor ter uma maior percepção da história social e política de Portugal no século XIX.

Nas 64 cartas ao irmão Alexandre José, o lote mais importante do volume, transparecem temas valiosíssimos: as ligações com o Século das Luzes, com a Maçonaria e com os vintistas de primeira hora; as apreensões do exílio; a euforia com a vitória liberal e as reservas em relação a alguns liberais; as diligências para eleger-se deputado; a oposição ao Cabralismo na década de 40 (que também aparece vivamente em Viagens na Minha Terra, Frei Luís de Sousa e O Arco de Sant’Ana); e o retorno a posições de poder na Regeneração.

Por outro lado, nas 40 cartas à filha, Maria Adelaide, vemos o pai carinhoso e atento às conveniências da época – “não te quero para doutora” – e comprovamos que as ligações com a Viscondessa da Luz – suposta inspiradora das Folhas Caídas – se mantiveram até à morte de Garrett. Na única carta (inédita) escrita à esposa, Luísa Midosi, em 1853, Garrett trata de aspetos relativos à pensão que Luísa recebia por acordo mútuo. A separação legal não era possível pela legislação portuguesa e Garrett e Luísa firmaram, em 1839, em cartório, um documento que atestava já não levarem vida em comum, o que os preservava de uma eventual acusação do crime de adultério. Garrett conclui a carta com uma declaração enfática de que era impossível voltarem a viver juntos.

“Edição Crítica das Obras de Almeida Garrett” é uma coleção com cerca de trinta volumes previstos, que reunirá textos publicados em vida de Garrett (poesia, teatro, ficção narrativa, romanceiro, ensaio, produção jornalística, intervenção oratória), textos editados postumamente e inéditos. Editora: INCM, com um PVP: 28,01€

 

Pub

Informação relacionada