Serviço de chá de Napoleão na Casa-Museu Medeiros e Almeida

Author: Share:

Após ser derrotado na Batalha de Waterloo em 1815, Napoleão Bonaparte (1769-1821) foi enviado para o exílio na ilha de Santa Helena. Na viagem até ao Atlântico sul, a fragata inglesa Northumberland fez uma paragem para encomendar mantimentos e objetos de caráter pessoal para o exilado, ancorando ao largo do Funchal, na Madeira. Na Sala das Pratas da Casa-Museu Medeiros e Almeida pode agora ver o serviço de chá português de Napoleão encomendado há quase 197 anos, a 22 de agosto de 1815.

O serviço de chá em prata é composto por um bule e sua taça de pingos, cafeteira, leiteira e açucareiro. Estas cinco peças são da autoria do ourives António Firmo da Costa (1767-1824) e têm gravado o monograma de Napoleão, rodeado de coroa de louros.

Após a morte de Napoleão Bonaparte em 1821, todo o espólio presente na sua residência em Longwood, na ilha de Santa Helena, foi leiloado, sendo este serviço adquirido pelo avô do Coronel J. H. Gideon, que pertenceu ao regimento de infantaria inglesa que se distinguiu nas guerras napoleónicas.

António de Medeiros e Almeida adquiriu o serviço de chá de Napoleão em leilão da Sotheby’s, em Londres, a 9 de outubro de 1969, por £1450, vindo assim a integrar o espólio da Casa-Museu.

A exposição, permanente, está aberta ao público entre as 13H00 e as 17H30 de segunda a sexta-feira e das 10H00 às 17H30 aos sábados, estando encerrada aos domingos. A entrada tem o preço de 5 € no caso dos adultos, 3 € para mais de 65 anos e entrada livre até aos 18 anos. Para visitas guiadas é necessário fazer uma reserva antecipadamente através do número 21 354 78 92 e terá um custo de 6 € por pessoa. Aos sábados, das 10H00 às 13H00, a entrada é gratuita.

+ sobre:
Casa-Museu Medeiros e Almeida

 

Pub

Informação relacionada