Gosta do seu relógio? Então cuide-o, diz a Camanga

Author: Share:

Os relógios são objectos delicados e que exigem algum cuidado no seu manuseamento diário para que a sua duração seja maior, por isso a ourivesaria Camanga dá alguns conselhos sobre como cuidar do seu relógio.

No caso das pulseiras, estas são manufacturadas com as matérias mais requintadas e constituem um produto de grande qualidade. Como todos os objectos em pele a sua duração de vida varia em função das condições de uso. A água, os cosméticos e a transpiração aceleram o processo de envelhecimento, por outro lado a utilização de produtos de manutenção das pulseiras em pele, permite aumentar a sua longevidade.

Para quem tem actividades que implicam um contacto frequente com a água ou humidade, é aconselhável optar por uma pulseira sintética.

Nas caixas e pulseiras metálicas é aconselhável uma limpeza regular por lavagem ou escovagem em água doce o que permite conservar o brilho do relógio. Esta operação é vivamente recomendada depois de cada imersão em água salgada ou com cloro.

Quando se gosta de um relógio, deve-se dar um mínimo de atenção seguindo algumas regras simples que podem optimizar a sua duração útil como por exemplo ler as instruções de uso antes de qualquer utilização.

Em caso de relógios estanques, é aconselhável mandar verificar a estanquicidade de dois ou de três em três anos por um relojoeiro especializado.

Não mudar o calendário quando os ponteiros se encontram entre as 22 horas e as 2 horas porque as rodas já engrenadas podem partir e não manipular a roda de coroa da corda, não utilizar a função cronógrafo debaixo de água e apertar bem a coroa (se for enroscada) para que a água não entre para a caixa são outros dos conselhos.

Depois de um banho de mar convém passar o relógio estanque e a bracelete por água doce para eliminar a acção corrosiva do sal.

Outros cuidados a ter prendem-se com evitar todos os desportos violentos se usar relógios não construídos para esse tipo de actividade e, de uma maneira geral, proteger o relógio contra quedas e choques, nunca deixar uma pilha usada no interior do mecanismo pois ao oxidar, danifica gravemente ou mesmo irremediavelmente o movimento, nunca abrir o relógio. Qualquer intervenção deve ser confiada a um especialista autorizado que está especialmente qualificado para assegurar a manutenção no local ou, se necessário, enviá-lo-á ao centro de assistência competente.

Quer o relógio seja mecânico, quer de quartzo, deverá ser enviado periodicamente, a cada dois ou quatro anos, a um especialista para revisão, onde o mecanismo é limpo, os óleos são renovados e a estanquicidade é verificada.

Produtos gordurosos, perfumes, pó e outras partículas incrustam-se nas partes visíveis do relógio e nas articulações dos braceletes metálicos pelo que deve ser feita uma passagem por água após a limpeza com água de sabão para que o objecto recupere todo o seu brilho.

Saiba mais sobre

Pub

Informação relacionada