Sisley: a modern daily classic

Author: Share:

No romance da vida narrada pelo estilo de uma mulher metropolitana, cada personalidade fala de personagens (e tendências) todas diferentes. Um percurso moderno, ilustrado também pela coleção de inverno da Sisley que, com um charme versátil, interpreta e ilustra todas as facetas da feminilidade.

Primeira parte. Dias de corrida entre compromissos e trabalho? O fascínio não perde nem um grama do seu magnetismo com sobretudos em tweed e casacos bouclé, túnicas às riscas e calças skinny, que chegam ao jantar e aos aperitivos tão impecáveis como estavam de manhã, bastando para tanto trocar os sapatos de salto alto e as botas (e porque não, com pochetes e maxi bijutaria). A romântica, que quer no metro quer durante a pausa, não renuncia ao sonho de um romance de Jane Austen sempre à mão de semear, conta-se entre saias compridas plissadas e blusas intangíveis, matizadas por tonalidades pó-de-arroz e tons pastel: mas bastará um denim para que em poucos instantes conquistem o estilo vivo ideal para um compromisso mundano.

Segunda parte. As sedas airosas com estampados pictóricos, as novas belezas do espírito artístico exprimem todo o seu savoir-faire. Entre jogos de abstrações e embutidos gráficos que, declinados pela Sisley sobre blusas e saias pelo joelho, serão suficientes para inspirar um look decididamente “Moma-à-porter”

E se a terceira história do novo folk anos setenta está sempre emboscada (cúmplice talvez de uma fantástica Diane Keaton descrita entre as imagens do ultimíssimo Woody, documentário sobre a vida de Mister Allen), fará sentido então apoiá-la com casacos de matiz camelo enobrecidos por cintos-laço e vestidos coleantes plenos de fantasia, entre estampados de bolas óticas e macro flores de tons naïf.

O segredo? Escolher um tema, e não excluir nenhum. Porque um novo estilo, um sorriso e uma nova inspiração estão sempre ao voltar da esquina. E à distância do roupeiro.

Pub

Informação relacionada