Museu Coleção Berardo leva a arte às escolas

Author: Share:

O projeto DESPERTArt vai percorrer Portugal com o objetivo de despertar a consciência artística dos mais novos. Esta é uma ação pedagógica desenvolvida pelo Serviço Educativo do Museu Coleção Berardo em parceria com a Nintendo.

De 5 de novembro a 14 de dezembro, o Museu Coleção Berardo vai alargar as suas fronteiras e levar a Arte às escolas portuguesas. A primeira edição do projeto DESPERTArt, desenvolvido a nível nacional, vai possibilitar que crianças de 26 cidades lidem com conteúdos artísticos e pedagógicos através de um software que permite reproduzir as obras de arte que servirão de base de trabalho para os desafios propostos às crianças. Na base deste desafio está o New Art Academy, um software disponível para a família de consolas portáteis Nintendo 3DS.

O DESPERTArt tem como linhas orientadoras a sensibilização das crianças para o mundo artístico, com particular enfoque na expressão plástica. É notória a generalização do uso e acesso a diversos recursos tecnológicos no contexto educativo, podendo estes ser uma ferramenta capaz de contribuir para a aproximação ao mundo da arte, promovendo o pensamento e a reflexão. Neste contexto, o projeto DESPERTArt foi desenvolvido com o fim de levar gratuitamente a arte e a tecnologia às escolas, elaborando atividades plásticas em contexto de sala de aula assentes nos binómios real/virtual e museu/escola.

O DESPERTArt consiste numa atividade em torno do tema “Retrato”, através da visualização de reproduções de três obras, pertencentes ao Museu Coleção Berardo: Femme dans un Fauteuil de Pablo Picasso, Tête de Jeune Fille à la Frange de Amadeo Modigliani e Judy Garland de Andy Warhol. A diversidade representativa destes três artistas potencia o contato e a reflexão sobre a arte moderna e contemporânea, bem como sobre a representação humana em forma de retrato.

Ao longo de três horas, os monitores pedagógicos do Museu Coleção Berardo organizarão uma sessão na sala de aula com alunos do quarto ano de escolaridade. Os objetivos desta atividade são a experimentação de diversas técnicas de pintura, a representação de uma das obras apresentadas, a exploração do sentido representativo partindo do pressuposto de que desenhar e pintar é ver, pensar e refletir e, ainda, a criação de um autorretrato. Este projeto lança ainda o repto a todas as turmas da escola para a construção de uma galeria virtual de autorretratos.

Para Pedro Bernardes, diretor geral do Museu Coleção Berardo, “o projeto DESPERTArt tem o mérito de estar assente nos princípios fundamentais que estão na origem do museu: democratização da acessibilidade e do conhecimento da arte moderna e contemporânea. Com o DESPERTArt, usando criativamente e sob orientação pedagógica, o software da Nintendo, o museu consegue transportar-se para a sala de aula, reforçando desta forma a sua missão”.

Cristina Gameiro, coordenadora do Serviço Educativo do Museu Coleção Berardo, sublinha ainda que “a introdução de novas tecnologias, em contexto museológico, permite outras possibilidades de experimentação enriquecendo deste modo as práticas educativas”.

Pub

Informação relacionada