Apanha da azeitona no Convento do Espinheiro

Author: Share:

Este precioso “ouro” esteve sempre presente nos recantos da vida do dia-a-dia: na candeia do pobre e no candelabro do rico, na mesa frugal do camponês e nos solenes templos de velhos cultos…

O Convento do Espinheiro convida os seus hóspedes a participar na “apanha da azeitona” das centenárias oliveiras do Convento do Espinheiro. São estas azeitonas que dão origem ao azeite do Convento, com um toque e gosto inconfundíveis, para degustar mais tarde…

ATELIÊ SOBRE AZEITE COM JOÃO GOMES – Sábado, 24 de Novembro

Em Portugal, a cultura da Oliveira perde-se nos mais remotos tempos. O Eng.º João Gomes vem até ao Convento falar sobre a origem, cultivo, características e benefícios do Azeite.

Azeite ou “az+zait”, legado árabe que significa sumo de azeitona. A oliveira, árvore milenar que se encontra na verdadeira origem do azeite, terá nascido na zona da Ásia Menor (Turquia), crescendo de forma espontânea nas terras da envolvente mediterrânica. Em 1582 a.C. o povo da Grécia conhecia já a oliveira brava mas foi do Egipto que chegou a variedade cultivada, aperfeiçoando-se então os processos de extração do azeite. A oliveira foi consagrada à deusa Atena e tornada símbolo de sabedoria, abundância e paz.

O cultivo da oliveira constitui um verdadeiro exemplo de uma realidade que se constrói de paciência, dedicação e muito, muito trabalho. O crescimento da oliveira é lento, dá flor no primeiro ano de vida e em condições favoráveis dá frutos ao fim de cinco anos de plantação mas o seu auge de funcionamento é alcançado apenas ao fim de cerca de 20. Dos 35 aos 150 anos de vida, a árvore vive um período de maturidade e de plena produção. No Convento pode encontrar uma das mais antigas oliveiras milenares com 1099 anos! Esperamos por si para uma agradável conversa e degustação de azeites do Alentejo.

+ sobre
Convento do Espinheiro Hotel & Spa

Pub

Informação relacionada