Casa das Cores recebe apoio da KidZania Solidária 2012

Author: Share:

O MSV, com o projecto Casa das Cores, foi o beneficiário da campanha KidZania Solidária 2012, que resultou em 129 entradas para as crianças da instituição e seus convidados.

Esta é já a 3ª edição da Campanha que ocorre todos os anos na época natalícia, cujo objectivo é transmitir às crianças os valores da solidariedade e da entreajuda. Este ano, sob o mote Missão KZ: Reinventa o teu Natal, foi criada a Missão KZ: KidZania Solidária:

«Contribui com os teus kidZos para Mundo Melhor. Por cada contribuição de 300 kidZos, a KidZania oferece uma entrada para a Casa das Cores. Vamos juntos fazer um Mundo Melhor para as Crianças.»

De 28 de novembro a 31 de dezembro, a KidZania incentivou as crianças a serem solidárias e a doarem kidZos para possibilitarem a entrada na KidZania de crianças apoiadas por uma instituição. Este ano, a Casa das Cores foi a beneficiária desta acção.

A campanha foi um sucesso e foram recolhidos 38 523 kidZos, que se converteram em 129 entradas. Deste modo, as crianças visitantes da KidZania possibilitam que 129 crianças da Casa das Cores e de outras instituições convidadas da Casa das Cores, visitem a KidZania e tenham um dia diferente, educativo e cheio de alegria.

“Apoiar instituições como a Casa das Cores é permitir que todas as crianças possam usufruir da experiência fantástica que é visitar a KidZania e permite‐nos concretizar a nossa maior missão: gerar sorrisos!”, refere Marta Amorim Candeias, responsável de Marketing e Comunicação da KidZania.

Para Madalena Vasconcelos, Presidente do MSV, “vai ser uma experiência especial e muito divertida para todas as crianças que terão a oportunidade de passar um dia neste espaço único em Portugal.

Agradecemos à KidZania e a todas a crianças que doaram os seus kidZos, que irão proporcionar às nossas crianças um dia diferente em que experimentarão várias profissões e, a brincar, conhecerão um bocadinho da vida de trabalho dos “crescidos”. “O apoio da KidZania à Casa das Cores foi muito importante também na medida em que contribuiu para divulgar a nossa instituição e o trabalho que desenvolvemos.”, acrescenta.

Pub