Ritmos africanos aquecem o BRAHMI

Author: Share:

A partir de Fevereiro, os ritmos africanos enchem o BRAHMI de energia, criatividade e dinâmica. Ao som destes ritmos originais, os participantes poderão deixar-se levar pelo ritmo contagiante em duas classes diferentes: a classe de Dança Tribal e a classe de Kuduro.

Na primeira – Dança Tribal –, os saltos da dança são leves como gazelas que exploram o ar, os movimentos são explosivos e descoordenados como labaredas de fogo e o corpo flui como água que se movimenta num espaço livre, resultando numa expressão espontânea ao ritmo de um tambor.

Já no kuduro, de origem angolana, são explorados estilos como kizomba, sungura, semba, ragga, afro house e rap. Um verdadeiro fenómeno musical, este estilo aposta no uso de breaks e funk, fazendo com que seja ritmado e enérgico.

Além da nova modalidade de danças africanas, o BRAHMI tem na sua oferta outras modalidades de dança, como a Zumba e a Dança Oriental. Esta que é a nova modalidade sensação das danças de inspiração latina e internacional, junta diferentes passos e estilos de dança com exercícios de aeróbica, criando uma dinâmica enérgica. O formato desta aula combina ritmos rápidos e lentos, que ajudam a tonificar e transformar o corpo, ao integrar alguns dos princípios básicos aeróbicos, intervalados e de resistência.

Com movimentos muito característicos, a Dança Oriental baseia-se em movimentos naturais do corpo, proporcionando uma série de benefícios ao nível físico e psicológico. Reeducação da postura, alongamento e trabalho sobre os músculos e articulações, melhoria da capacidade respiratória e maior flexibilidade e relaxamento são algumas das vantagens que os praticantes desta modalidade experimentam.

Pub

Informação relacionada