Bell & Ross lança novo relógio em homenagem a George Guynemer

Author: Share:

Com o lançamento do Vintage WW1 Guynemer, a Bell & Ross assinala o centenário da Grande Guerra e presta homenagem a um piloto mítico: George Guynemer. Diretamente inspirado nos primeiros relógios de pulso usados a bordo dos aviões dessa época, o Vintage WW1 Guynemer celebra este ás dos ases.

Preço: 2.700€

Ao criar o Vintage WW1 Guynemer, a Bell & Ross recria com autenticidade os acabamentos e o espírito dos relógios da época. Numa série limitada a 500 unidades, este relógio é animado por um movimento mecânico de corda automática.

A caixa em aço com acabamento metalizado de aspeto envelhecido, o mostrador opalino, os algarismos e ponteiros de cor areia, as asas, a bracelete estreita em pele natural que ganha pátina com o tempo e a coroa estriada sobredimensionada permitem ao Vintage WW1 Guynemer recordar o tempo em que os pioneiros da aviação manipulavam os seus relógios com luvas de voo espessas.

O seu aspeto retro revela-se perfeitamente coerente com o carácter deste relógio ao qual se adiciona uma silhueta de cegonha presente às 6 horas. Além deste emblema, que os pilotos consideravam um autêntico amuleto, um retrato de Georges Guynemer está gravado na parte posterior da caixa. Os algarismos do mostrador prestam-lhe igualmente homenagem, já que o seu grafismo corresponde ao do «2» presente nos aviões do piloto mítico.

Embora o ponteiro dos segundos tenha uma cor azul de acordo com a tradição relojoeira, o vidro convexo em safira, que relembra os relógios do passado, foi realizado com as técnicas atuais de alta resistência.

George Guynemer: Piloto, Pioneiro, Herói Lendário

George Guynemer foi um dos pilotos pioneiros da I Guerra Mundial. Apaixonado pela aviação, incorpora a esquadrilha “Cigognes” (cegonhas), tornando-se rapidamente num dos melhores aviadores franceses. É com um total de 53 vitórias aéreas homologadas e 35 prováveis que levanta voo, a 17 de Setembro de 1917, liderando a esquadrilha Cigognes. Foi a sua última descolagem. Tinha 22 anos. «Herói lendário, falecido no auge da sua glória, após três anos de combate incessante». Com esta última citação, a Força Aérea francesa faz entrar Georges Guynemer no panteão dos ases da aviação.

Pub

Informação relacionada