Lisbon Family Vineyards reúne três produtores na promoção dos seus vinhos

Author: Share:

Foi com um ambiente verdadeiramente familiar que três famílias de produtores vitivinícolas da região de Lisboa, a Quinta de Sant’Ana, Quinta de Chocapalha e Quinta do Monte d’Oito, apresentaram o novo conceito Lisbon Family Vineyards que pretende canalizar as sinergias conjuntas em prol da promoção e sobretudo, da valorização dos vinhos da região de Lisboa.

O cenário escolhido foi a Quinta de Sant’Ana, em Gradil, onde os convidados, que levaram as suas respectivas famílias, puderam fazer provas verticais dos seus vinhos mais especiais e conheceram as potencialidades dos vinhos gastronómicos das três quintas.

Apesar das três famílias se conhecerem há muito tempo, as semelhanças entre os três projectos foram a base de aproximação. Em comum têm a abordagem à vinificação e a vontade de se aproximarem do consumidor partilhando a paixão e conhecimento da região.

As três Quintas acreditam que têm muito mais a oferecer trabalhando juntas, potenciando as características que já têm em comum: as três produzem vinhos gastronómicos cuja qualidade é constantemente premiada a nível nacional e internacional; são três negócios familiares que produzem vinhos com personalidades próprias que realçam o terroir específico onde todos os seus vinhos são produzidos; as três quintas podem ser visitadas e os vinhos provados nas respectivas adegas, já que se encontram a menos de 1h da cidade de Lisboa.

O momento de apresentar o novo conceito que liga as três famílias, todas com projetos próprios bem-sucedidos, surge num momento estratégico em que pretendem divulgar o que a região de Lisboa tem para oferecer: as suas especificidades, as suas riquezas e a sua complexidade, a história e a modernidade.

As quintas estão situadas entre 30 e 50 km a norte de Lisboa e beneficiam de uma forte influência atlântica: uma grande amplitude térmica, a humidade matinal que os ventos suaves vindos do mar secam – os vinhos têm assim maturações lentas e guardam uma frescura e uma mineralidade únicas. Os solos são principalmente argilo-calcários.

Quinta de Sant’Ana

A Quinta de Sant’Ana, o cenário escolhido para o evento onde além dos vinhos não foi esquecida a componente gastronómica, onde um porco rodava lentamente nas brasas para deleite dos comensais, bem como outras delícias locais como a tiborna o pão acabado de cozer com torresmos, além de outros mais gourmet.

Esta propriedade, situada a apenas 12 km do Atlantico, é de Ann e James Frost. Juntamente com os seus sete filhos (todos rapazes!), vivem na quinta a tempo inteiro. Usando criteriosamente castas Portuguesas e internacionais, com um micro clima fresco, e a ajuda do enólogo António Maçanita, os seus vinhos acabam por ter imensa personalidade. A Quinta está preparada para receber turistas (Turismo Rural) e organizar eventos de grande dimensão como por exemplo casamentos.

Quinta de Chocapalha

A Quinta de Chocapalha é um sonho de Alice e Paulo Tavares da Silva em terem um projecto familiar com as suas três filhas, em que todos tivessem o seu papel. Sandra, a filha mais nova, que inicia o seu percurso como enóloga no Douro, na Quinta do Vale D. Maria/Douro Boys e prossegue, com o projecto Wine & Soul, em parceria com o marido e enólogo Jorge Serôdio Borges, desafia os pais, em 2000, a produzir os vinhos na Quinta da Chocapalha, sendo das primeiras a defender as inúmeras vantagens que a região oferece em termos vínicos.

Vinhos elegantes, frescos e com carácter, que transmitam o terroir tão especial de Chocapalha e a idade das vinhas, é o objectivo da família Tavares da Silva.

Quinta do Monte d’Oiro

Finalmente a Quinta do Monte d’Oiro pertence ao gastrónomo José Bento do Santos que conta com o filho Francisco ao seu lado neste projeto. O consultor Grégory Viennois supervisiona a equipa de produção liderada pela enóloga Graça Gonçalves.

Todos juntos optaram por implementar uma viticultura 100% biológica que realça a elegância natural dos vinhos da Quinta.

Pub

Informação relacionada