“Al fresco @ Churchill’s” celebra o bom tempo com vinhos no Porto

Author: Share:

Transformar um espaço abandonado e com uma vista esplêndida sobre o Douro numa zona de encanto e encontro foi a última dedicação da Churchill’s. Assim nasceu “al fresco @ churchill’s”, no Centro de Visitas desta empresa, um local privilegiado em qualquer momento do dia para tomar um copo de vinho, beneficiar do ar fresco e do sol, sentir o prazer único de várias «companhias». A não perder o entardecer…

A extensão do Centro de Visitas da Churchill’s era um terreno abandonado que sempre encantou Maria Emília Campos, diretora de vendas e marketing da Churchill’s. A vista sobre o Porto e o Rio Douro são quase comoventes. Por isso, decidiu «arranjar o terreno, implementar um jardim e transformar o espaço num local onde as pessoas possam estar descontraidamente a tomar um copo de vinho, a ler um livro, a fruir da natureza e do sol. A deixar-se ficar…»

«O que eu quero é que as pessoas provem ou bebam os nossos vinhos num ambiente relaxado, com a sensação real de um jardim enorme. E que, de cada vez, vivam a paisagem com a sensação de qualidade única», afirma Maria Emília Campos. Mas o “al fresco @ churchill’s” tem mais: há pequenos sabores de Portugal para acompanhar a prova dos vinhos, uma seleção feita pela própria responsável da empresa que garante que «ninguém vai ficar indiferente».

Quem conhece o Centro de Visitas da Churchill’s, a sobriedade e simplicidade, entende que o mesmo conceito de beleza e bom gosto foi criado no “al fresco”. Um conjunto facilmente definido por Maria Emília Campos: «É Churchill’s».

Desde que regressou à Churchill’s, a responsável tem trabalhado a área de vendas e marketing em três frentes: «Um contacto permanente com os importadores já existentes, a abertura de novos mercados e o contacto mais direto com o consumidor final.» Daí o sucesso do Centro de Visitas «onde as visitas/vendas superaram em muito as expectativas», sublinha.

De considerar que o Dry White Port, «tão único e tão diferente de todos os outros, e tão difícil de colocar nos diferentes mercados, no nosso Centro de Visitas é de longe o vinho mais vendido».

E se o Pop Up Bar em Londres foi único e inovador, o Centro de Visitas e o “al fresco @ churchill’s” têm a mesma dimensão, um passo mais para a aproximação aos visitantes, na perspetiva de quem só produz com castas nativas e mostra o que de melhor se pode produzir no Douro Património Mundial. Numa Churchill’s jovem, arejada, inovadora, mas mantendo a tradição e a alma dos vinhos do Douro.

Pub

Informação relacionada