Lavradores de Feitoria relança ‘CHEDA’ em parceria com a Garcias

Author: Share:

A Lavradores de Feitoria (LDF), produtor duriense cujo portefólio é composto pelas marcas ‘Lavradores de Feitoria’, ‘Gadiva’, ‘Três Bagos’, ‘Meruge’ e ‘Quinta da Costa das Aguaneiras’, reforça a sua aposta no mercado nacional com o relançamento dos vinhos ‘CHEDA’. Uma marca bastante forte – lançada em 2004 e que esteve no mercado até 2010 –, que agora é recuperada e modernizada, numa parceria com a Garcias, que irá distribuí-la em exclusivo.

‘CHEDA’ reflecte um casamento perfeito entre o clássico e o moderno: o nome e a imagem reportam ao início da produção de vinho, mas com um vinho bastante actual e ao gosto de um consumidor descomplicado. Um tinto de 2012, um Reserva tinto de 2011, um branco de 2013 e um rosé de 2013.

O ‘CHEDA tinto 2012’ é um típico Douro que conjuga três castas autóctones: Touriga Franca (50%), Tinta Roriz (35%) e Touriga Nacional (15%). Apresenta uma cor vemelho ruby brilhante e, no aroma, revela fruta bem madura, do tipo amora silvestre, ameixa preta e algum cassis, mas também um toque de baunilha e nuances de especiarias, conferidos pelo estágio parcial em barricas de carvalho francês. O sabor é suave, fresco e aromático com taninos equilibrados. Um tinto para acompanhar carnes vermelhas, queijos semi-curados e curados, enchidos vermelhos e outras iguarias, dependendo dos temperos.

Na mesma linha, com aromas a fruta vermelha madura típica do Douro, mas mais complexo e elegante, surge o ‘CHEDA Reserva tinto 2011’, um tinto vermelho quase opaco. Na boca é um vinho encorpado e aveludado, com fruta bem madura, taninos equilibrados e um final fino e longo. Promete longevidade e é bastante versátil na mesa, casando bem com bacalhau, polvo, carnes vermelhas, caça, massas com molho vermelho, queijos semi-curados e curados, enchidos vermelhos.

‘CHEDA branco 2013’ é um vinho fresco e frutado, com aroma de citrinos e fruta fresca como melão e ananás. Na boca é igualmente fresco, mas também mineral e muito fino, com acidez equilibrada, fruta viva e intensa como ameixa branca e ananás, características resultantes do blend de Malvasia Fina, Síria e Gouveio. Ideal como aperitivo, mas também à mesa com saladas, sopas frias, peixes magros, mariscos, carnes brancas (frango e peru) e massas com molho branco.

O ‘CHEDA rosé 2013’ é um vinho de lote, que conjuga duas Tourigas, a Nacional e a Franca, provenientes das quintas dos associados da LDF situadas nas zonas mais altas e frescas da região demarcada do Douro. Fermentado em inox temperaturas controladas, é um rosé fresco, muito frutado – salientando-se os aromas a cereja e alperce – quer no aroma, quer na boca, onde se revela fino e elegante. Mostra uma acidez muito equilibrada com fruta viva e intensa. O final de boca é equilibrado, frutado e muito saboroso. Criado para ser apreciado diariamente como aperitivo ou para acompanhar pratos de peixe e tapas.

Preços de Venda ao Público Recomendados:
CHEDA tinto 2012: € 4,45
CHEDA Reserva tinto 2011: € 8,80
CHEDA branco 2013: € 4,45
CHEDA rosé 2013: € 4,45

Pub

Informação relacionada