Josefinas Moscovo trazem o fascínio do ballet

Author: Share:

O fascínio pela magia do ballet sempre apaixonou Filipa Júlio, criadora das Josefinas e em tempos bailarina. Ansiosa por partilhar essa paixão, regressou ao passado para reinventar o futuro com a criação das Josefinas Moscovo.

“Inspirei-me na Ballets Russes, a companhia de ballet mais influente do século XX” diz a criadora. O seu sucesso deveu-se, em grande parte, à colaboração entre jovens artistas, todos eles grandes promessas nas suas áreas. Em 1907, Serge de Diaghilev juntou os melhores elementos do teatro Mariinsky de São Petersburgo, em Paris, com artistas como Igor Stravinsky, Claude Debussy, Léon Bakst, Pablo Picasso, Georges Braque, Natalie Goncharova, Henri Matisse e Coco Chanel.

As Josefinas são produzidas com os melhores materiais naturais, e por mãos que têm anos de vida a criar o que de melhor se faz no mundo dos sapatos. Além de serem altamente confortáveis, o cordão permite um ajuste ao pé, maior ou menor, de acordo com o bem-estar necessário a cada pessoa.

As solas e as palmilhas também são feitas em pele natural, tendo sempre em vista o bem-estar e o possibilitar do respirar dos pés.

As primeiras 50 Josefinas Moscovos são enviadas com uma caixa de música inspirada nos padrões dos fatos da Ballets Russes, projetada pela jovem arquiteta Renata Oliveira e materializada por artesões, inteiramente à mão. A pequena bailarina dourada, pintada por artistas de arte sacra, roda ao som de uma mágica melodia assim que se começa a desvendar o interior da caixa. É através de um cristal Swarovski rosado que se chega às Josefinas Moscovo, escondidas na gaveta.

PVP: 239 euros