Dispositivo portátil para recuperar lesões desportivas

Author: Share:

A 5ª edição do Angelini University Award (AUA!), este ano dedicado ao tema Melhor Desporto, Melhor Saúde, já tem vencedor. O projeto fixURself, um dispositivo médico e aplicação para smartphone centrado na recuperação de lesões desportivas, desenvolvido por alunos da Faculdade de Farmácia e Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa conquistou o júri e foi premiado pela Angelini Farmacêutica com um prémio monetário no valor total de nove mil euros: uma bolsa de estudo no valor de seis mil euros ao grupo vencedor e uma bolsa de investigação no valor de três mil euros para o coordenador do projeto.

Para o grupo vencedor “Este prémio vem reconhecer o trabalho desenvolvido e a qualidade do nosso projeto.” Os alunos da Faculdade de Farmácia e Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, Diogo Simões, Fábio Borges, Inês Santos, Patricia Reis, Pedro Freitas explicam como surgiu a ideia deste projeto e a parceria entre as duas faculdades “os alunos já estavam familiarizados com o AUA! e tinham muita vontade de participar. Como todos praticamos desporto, quisemos encontrar uma solução para um problema com o qual nos debatemos habitualmente, as lesões originadas pela prática desportiva, e assim surgiu a ideia de criar um produto que alia uma aplicação para smartphone e um site a um dispositivo médico que permite ao utilizador encontrar o tipo de tratamento mais adequado para a sua lesão e controlar parâmetros como a temperatura, o tempo e o número de ciclos, de forma simples e rápida.”

O dispositivo médico é portátil, versátil e de fácil utilização, apresentando um sistema de funcionamento simples e duradouro. É aplicado em forma de banda em diferentes zonas do corpo e tem diferentes tamanhos que se adaptam às pernas, braços, entre outras zonas musculares e articulações. Este dispositivo possibilita a aplicação conjunta de pensos transdérmicos, que têm como objetivo uma recuperação rápida e eficaz, e a prevenção do agravamento de lesões.

A 5ª edição do AUA! bateu recordes de participação, contando com 45 grupos inscritos e um total de 882 alunos participantes. Para além do trabalho vencedor a Angelini Farmacêutica apurou mais quatro finalistas, que, pela inovação e qualidade dos projetos apresentados, mereceram uma atenção especial por parte do júri.

Dr. João Paulo Guimarães, Diretor Médico da Angelini Farmacêutica e presidente do júri salientou “estamos muito satisfeitos com o crescente número de participantes no Angelini University Award que é um prémio que já tem o seu lugar nas atividades académicas nacionais. Gostámos muito de ver universidades associadas e esperamos que estes projetos deem visibilidade aos alunos e despertem o interesse de investidores.”

Com o objetivo de promover uma relação de proximidade entre as empresas, a sociedade em geral e as universidades, o AUA! pretende potenciar a capacidade de inovação, a criatividade e a superação de desafios por parte dos estudantes universitários. A missão deste concurso é, de facto, contribuir para uma formação académica complementar, estimulando, para tal, a aplicação dos conhecimentos académicos no desenvolvimento de um projeto de cariz prático.

Pub

Informação relacionada