Slow is Possible no XJazz: Ciclo de Jazz das Aldeias do Xisto

Author: Share:

Dia 1 de novembro, pelas 18h30, a aldeia de Fajão, em Pampilhosa da Serra, vai encher-se de jazz, com um concerto dos “Slow is Possible”. Para assistir a este e aos restantes concertos do XJazz, as Aldeias do Xisto criaram uma promoção exclusiva: uma estadia de duas noites, com pequeno-almoço, para duas pessoas no valor de 60 euros.

Promissores e ousados, Slow is Possible servem-nos um exemplo perfeito de ambição e sagacidade na nova música portuguesa. Estamos perante, não de um ortodoxo (e nem sequer avant-garde) septeto jazz, mas de uma sonoridade que incorpora, num gesto característico da pós-modernidade, a multíplice de vários géneros. Ambiências povoadas de sombras, uma escuridão densa e pesada seguida de ferozes e enérgicas deflagrações, com Mingus à cabeça: são estas as presenças fantasmáticas no coração dinâmico dos seus temas”, escreve Edgar Ferreira.

Os Slow is Possible incluem sete elementos: André Pontífice (violoncelo), André Vaz (guitarra clássica), João Clemente (guitarra elétrica), Ricardo Sousa (contra baixo), Patrick Ferreira (clarinete), Bruno Figueira (saxofone) e Duarte Fonseca (bateria). O concerto dos Slow is Possible, no dia 1 de novembro, é de entrada livre e insere-se na Residência Artística que se realiza de 29 de outubro a 2 de novembro.

Conforme sublinha Rui Simão, coordenador da ADXTUR, «o XJazz, para além de ser um evento de suma importância na área do jazz é, acima de tudo, uma forma de afirmar o território das Aldeias do Xisto como um laboratório vivo. Aqui conseguimos reunir diversas experiências, concertos, workshops, residências artísticas, convocando não só aqueles que nos visitam mas também aqueles que possam influenciar e fazer crescer o território das Aldeias do Xisto, criativamente. No fundo, esta iniciativa é uma troca de conhecimentos e de experiências entre o território, os visitantes e aqueles que aqui criam.

As próximas iniciativas do “XJazz – Ciclo de Jazz das Aldeias do Xisto” incluem os concertos de Funky Jones Factory (13 de dezembro, Casa da Cultura em Góis) e Chibanga Groove + Ibrahima Galissa (20 de dezembro, Casa das Artes em Miranda do Corvo).

Pub

Informação relacionada