Maquijig marca presença no First Annual St. Pete Maker Fest na Flórida

Author: Share:

A Maquijig Business Solutions, Centro de Empresas Maquijig (CEM) que disponibiliza uma multiplicidade de serviços (Escritórios Virtuais, Eventos e Formações, Coworking, Hot Desking, Outsourcing, Incubação de Empresas, e o mais recente conceito de empreendedorismo Makerspace), anuncia a sua presença no primeiro festival de makers em Tampa, Flórida – First Annual St. Pete Maker Fest – nos EUA.

Foi em 2005, com o lançamento da revista Make, que o movimento Makers surgiu nos Estados Unidos da América, tendo por base os recursos disponibilizados pela Internet. Mas foi passado dois anos, já em 2007, que este conceito de empreendedorismo cresceu, muito devido à introdução no Mercado da primeira impressora 3D de código aberto.

O St. Peter Maker Fest é um encontro DIY (Do It Yourself) para pessoas com interesses comuns na arte da criação e da colaboração entre e em equipas. Sendo o Makerspace Maquijig um movimento de pessoas interessadas na produção de diferentes tipos de objetos, fazendo-o com recurso a novos meios de produção de base tecnológica inovadora, tais como as engenharias de eletrónica, robótica, impressão 3D e equipamentos CNC (em complementaridade com outras tecnologias, mais convencionais, como a metalomecânica de precisão, maquinação de madeira e também das artes e artefactos), o Centro de Empresas Maquijig não podia faltar.

A Maquijig esteve presente com um stand onde expos os seus trabalhos da nova area de negócio Makerspace, mostrando como este inovador movimento está a emergir um pouco por todo o Mundo e o que de melhor se faz em Portugal. Agora com o primeiro festival de makers em St. Petersburg em Tampa (Flórida), a Maquijig não podia faltar para mostrar a sua área de negocio Makerspace Maquijig, assim como angariar novas mais valias e proporcionar networking de valor.

Neste primeiro encontro de Makers em St. Petersburg, um evento familiar no Mirror Lake St. Petersburg, o Shuffleboard Clube organizou um desafio, o Biscuit Bot Challenge. Os Makers competiram saudavelmente entre si para construir um robô – ou dispositivo – capaz de lançar ou empurrar um disco shuffleboard (em gíria é chamado de biscuit) sobre o comprimento do campo de shuffleboard, com o objetivo de colocar o “biscoito” dentro da área de pontuação. Neste Maker Fest houve vendedores de artesanato, demonstrações com drones, atividades hands-on, entre muitas outras.

“O feedback foi muito positivo. Foi importante partilhar a realidade do nosso Makerspace, com a comunidade americana de Makers a recolher boas práticas DIY. Foram abertas portas para parcerias futuras, o que nos deixa deveras orgulhosos, pois é um fator revelador da importância de Portugal na geração de valor acrescentado nesta área de negócio”, disse Mário Sampaio, membro fundador do Makerspace Maquijig.

Pub

Informação relacionada