Orquestra de Câmara Portuguesa inicia época com Espírito Radical

Author: Share:

“OCP: Espírito Radical!” é o lema para 2015, sob o qual a Orquestra de Câmara Portuguesa, vai celebrar, num ciclo de quatro concertos, a Integral das Sinfonias de Schumann e de Brahms; dois artistas ímpares, de rasgado génio, mas com práticas de composição e de trabalho bem diferentes.

Schumann descreveu o momento de inspiração como a centelha absoluta da criação artística, que, sendo espontânea, nasce da auto-imposição de uma difícil disciplina. Brahms é o exemplo da perfeição da arquitectura musical e do seu refinamento absoluto: sempre acolhendo ideias espontâneas, mas como ponto de partida para uma viagem universal.

Será através deste mote que Pedro Carneiro e a OCP se irão lançar a este enorme desafio: com emoção, envolvimento, energia e espírito de descoberta.

O arranque desta nova temporada irá realizar-se com o primeiro de quatro concertos no dia 15 de Janeiro, às 21horas, no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, onde serão interpretadas as sinfonias n.º 1, op.38 de Schumann e n.º 1, op. 68 de Brahms.

A OCP é dirigida pelo maestro Pedro Carneiro, o grande mentor deste projeto, que conta com uma extensa carreira internacional, sendo reconhecido como um dos maiores percussionistas da atualidade, apresentando-se regularmente como solista convidado de algumas das mais prestigiadas orquestras internacionais, como por exemplo a Los Angeles Philharmonic.

Concertos “OCP: Espírito Radical”

  • 15 de Janeiro – CCB, 21 horas
  • 29 de Março – CCB, 17 horas
  • 28 de Outubro – CCB, 21 horas
  • 6 de Dezembro – CCB, 17 horas
Pub

Informação relacionada