Ervideira aumenta vendas em 14%

Author: Share:

A Ervideira, produtor vitivinícola do Alentejo, registou a venda de 800 mil garrafas durante o ano de 2014, o que representa um aumento de 14% quando comparado com igual período de 2013.

Este sucesso tem a sua explicação tanto no mercado interno como no mercado externo. Relativamente ao mercado interno, o crescimento de vendas em Portugal teve maior impacto nas três subzonas, Norte do Tejo, Sul do Tejo e Ilhas. Segundo Duarte Leal da Costa, Diretor Executivo da Ervideira, “os nossos distribuidores tiveram um papel fundamental para este crescimento nacional. Houve também um trabalho de venda junto do canal Horeca, principalmente em Hóteis e Restaurantes, onde o crescimento foi de 23%, comparativamente com o ano anterior. Estes números são motivadores e fazem-nos crer que estamos a assistir a uma retoma económica do país.”

Ainda no mercado interno assistiu-se a uma boa performance das duas Wine Shops da empresa – a Adega e a Loja em Évora – que, em 2014, aumentaram em cerca de 20% as suas vendas, quando comparado com igual período do ano passado, tendo já facturado em 2014 150.000€. “Iremos continuar a apostar neste canal durante 2015, prevendo-se novidades nesta área a muito curto prazo”, revela Duarte Leal da Costa.

Em relação ao mercado externo, Duarte Leal da Costa afirma que “continuamos a verificar uma contínua procura nos nossos vinhos por parte de mercados europeus como a Suíça, Alemanha, Holanda e Bélgica e, ainda, por outros como a China, Brasil e Angola que, em 2014, apresentaram, na sua totalidade, um crescimento de 11%.” Outros mercados como a Colômbia, Estados Unidos, Canadá fazem parte do plano de crescimento e consolidação da Empresa para 2015.

Segundo o Diretor Executivo da Empresa, “temos vindo a apostar no mercado externo pelo valor e pela qualidade dos nossos produtos em detrimento da quantidade. Exemplo disso é o facto de o peso das exportações ter descido de 65% para 60%, entre 2013 e 2014, decréscimo esse que é comparativo com o mercado nacional, pois houve crescimento na exportação, quer em valor quer em quantidade. A verdade é que o mercado Nacional teve um comportamento muito recetivo relativamente à nossa marca, pelo que gostaria de deixar aqui o nosso agradecimento a todos aqueles que escolheram os vinhos Ervideira para seus vinhos de eleição..”

Destaque ainda para as marcas Invisível, Vinha D’Ervideira (Branco, Tinto e Rosé) e Conde D’Ervideira que mais contribuíram para o crescimento das vendas da Empresa, ou seja o crescimento foi suportado pelo crescimento das marcas de topo, o que gera sustentabilidade de marca.

Acrescente-se ainda que o quadro de pessoal efectivo aumentou em 2014 e prevê-se novo aumento em 2015.

Informação relacionada