Turismo do Porto e Norte de Portugal leva Gastronomia e Vinhos à FITUR’2015

Author: Share:

O Turismo do Porto e Norte de Portugal, destino turístico que engloba 86 municípios e que cresceu acima da média nacional em 2014 (4,7 milhões de dormidas entre janeiro e outubro), vai estar presente na FITUR’2015, num stand próprio (Pavilhão 4, Stand 4D08). A Gastronomia e Vinhos que o destino oferece serão o grande destaque num stand que promete fazer as delícias dos visitantes, com algumas das principais iguarias locais.

De acordo com o presidente da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal (ERTPNP), Melchior Moreira, “a nossa aposta em marcar presença, pela primeira vez, num stand próprio na FITUR, deve-se a três motivos: o facto de Espanha ser o principal mercado emissor de turistas para o nosso destino; o crescimento que temos registado, acima da média nacional e a qualidade da nossa gastronomia e vinhos, que são o que os visitantes mais valorizam. Num estudo do perfil dos turistas que visitam o Porto e/ou o Norte de Portugal, verificámos que experimentar a gastronomia é a principal atividade dos turistas (62,8%). Isto mostra-nos a importância da promoção da nossa gastronomia, que será reforçada nos próximos três anos, marcando a FITUR o início desta promoção”.

Este estudo, realizado em parceria com o Instituto de Planeamento e Desenvolvimento de Turismo e o Aeroporto Sá Carneiro, refere-se ao primeiro trimestre de 2014 e revela também que, nesse período, as visitas ao Vale do Douro verificaram uma subida considerável.

O Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, tem sido, de resto, um importante aliado para o crescimento deste destino, sendo uma importante estrutura de conetividade da região Norte. Este aeroporto, já nomeado por várias vezes como dos melhores da Europa (uma vez o melhor, outra o segundo melhor e seis vezes o terceiro melhor) atua também como hub de várias companhias aéreas, como a Air Europa, que tem quatro voos diários entre Porto e Madrid.

Melhor vinho do mundo está no Porto e Norte de Portugal

As visitas ao Vale do Douro, a região demarcada mais antiga do mundo, têm aumentado a popularidade, com os visitantes a procurarem conhecer os segredos do Vinho do Porto. É, de resto, desta região, o vinho que a Wine Spectator considerou em novembro do ano passado ser o melhor do mundo: o Dow’s Vintage Porto 2011. Do Douro vêm também os terceiros e quartos qualificados desta lista: o tinto Chryseia 2011 Prats & Symington (P+S) e o tinto Quinta do Vale Meão, de 2011. O vinho Verde, os vinhos do Douro, os vinhos de Trás-os-Montes e os espumantes de Távora e Varosa, têm vindo a ganhar notoriedade e reconhecimento internacional e completam a ampla oferta vitivinícola do destino.

Também no prato, o Norte de Portugal tem uma vasta e deliciosa oferta. O seu acervo gastronómico contém pratos únicos: os de peixe (considerado por muitos o melhor do Mundo); os de mariscos do Atlântico; os de Carne, das raças Barrosã, Minhota, Cachena, Manoresa, Mirandesa, e Arouquesa; de petiscos saborosos; de doçaria conventual e tradicional; de enchidos e fumados de perder a cabeça, compotas, conservas de peixe, chocolates artesanais, pão, queijos, azeite, frutas, entre outros produtos certificados a nível nacional e comunitário.

Stand da ERTPNP vai fazer as delícias dos visitantes

Quem passar pelo stand 4D08 do pavilhão 4 poderá pensar que está numa praça. Mas não, está no stand da ERTPNP onde a filosofia será “viajar no território”. Com show cooking e live cooking, atividades ao encargo de dois prestigiados chefs portugueses, Rui Martins e Nuno Inverneiro, os visitantes vão poder conhecer – e provar – a gastronomia típica da região.

Os visitantes vão poder “tapiscar”, um conceito criado pela ERTPNP para a FITUR, que pretende combinar duas tradições semelhantes dos países vizinhos: o petisco português e as tapas espanholas.

O stand conta com um Certificado de Acessibilidade, integrado na política da ERTPNP, que pretende que o Porto e Norte de Portugal seja um destino para todos.

“Creio que os visitantes do nosso stand vão poder provar e comprovar o que de melhor o destino tem para oferecer. E, além da gastronomia, vão ficar a conhecer a vastidão da paisagem cultural e paisagística, onde se incluem quatro sítios classificados pela UNESCO como Património da Humanidade: Paisagem do Alto Doutro Vinhateiro, Vila Nova de Foz Côa, Centro Histórico do Porto e Centro Histórico de Guimarães, assim como dois Parques Geológicos, também eles classificados pela UNESCO de Património da Humanidade: Arouca e Terras de Cavaleiros”, conclui Melchior Moreira.

Pub

Informação relacionada