Generation Awake dá 15 ideias para poupar em 2015

Author: Share:

Ano novo pressupõe resoluções novas. E que tal a principal resolução de 2015 ser poupar os nossos recursos? A campanha Generation Awake explica como.

Fazer mais com menos, utilizar os recursos limitados de uma forma sustentável e minimizar o impacto que cada um de nós tem no ambiente são os três pontos fulcrais desta campanha desenvolvida pela Comissão Europeia, a fim de destacar o que cada um pode fazer no seu dia-a-dia para poupar água, energia e outros recursos naturais e, ainda, reduzir a quantidade de resíduos.

Desse modo, apresentamos neste guia quinze ideias para poupar em 2015:

1. Duche em vez de banho de imersão: temos a responsabilidade de utilizar a água de uma forma mais eficiente. Encher uma banheira gasta muito mais água do que a necessária para um duche rápido. Um duche de cinco minutos todos os dias em vez de um banho de imersão permite poupar 400 litros de água por semana, além de utilizar muito menos energia.

2. Champô “verde”: Para conseguir o efeito desejado, alguns champôs e amaciadores precisam de ficar no cabelo durante alguns minutos – enquanto a água vai escorrendo pelo cano. Podemos comprar produtos para o cabelo que não precisem de ficar a atuar tanto tempo ou comprar champôs biológicos. São feitos de ingredientes naturais e menos nocivos para os ecossistemas.

3. Torneira a pingar: Uma torneira a pingar pode desperdiçar mais de 100 litros de água por mês. Por vezes, basta verificar se a torneira fica bem fechada, mas se não parar de pingar, há que arranjá-la quanto antes.

4. Demasiada pressão na água: Os débitos das torneiras podem variar muito, entre 2 a 25 litros por minuto, mas é pouco provável que alguma vez precisemos de mais de 10 litros por minuto. Podemos controlar o débito rodando um pouco a torneira para o lado de fechar ou não a deixando a correr por muito tempo.

5. Água demasiado quente: Se a água estiver demasiado quente, temos de acrescentar água fria para conseguir a temperatura certa. Mas é possível reduzir a temperatura ajustando o termóstato do sistema de aquecimento. E se tivermos de esperar que a água aqueça, podemos guardá-la num jarro e regar as plantas.

6. Utilizar a mesma roupa várias vezes: Por motivos de higiene, convém lavar meias e roupa interior de cada vez que são usadas. Mas outra roupa, como camisolas e calças, pode ser usada várias vezes antes de precisar de ser lavada. Quanto mais vezes usarmos roupa entre as lavagens, mais água pouparemos.

7. Detergente em pó vs. rios: O detergente que utilizamos acaba por ir parar aos rios e aos mares. Se utilizarmos menos detergente, podemos reduzir a quantidade de fosfatos que vão pelo cano e entram no ecossistema. Podemos também utilizar detergentes biológicos; à imagem dos champôs são, também, menos agressivos para os ecossistemas.

8. Partilhar copos de água: Se nos servirmos de um copo de água e não o terminarmos, não é necessário deitar a água fora. Podemos dá-la às plantas lá de casa. Elas agradecem.

9. Encher a chaleira: Não esvaziar e voltar a encher a chaleira de cada vez que quisermos preparar uma bebida quente. Podemos utilizar a água que já lá estiver. Se enchermos a chaleira e as caçarolas apenas com a água de que precisamos, aquecemos menos água e poupamos energia.

10. Água vs. Energia: A produção de energia exige quantidades colossais de água, principalmente para arrefecer as centrais elétricas. Embora a água seja, muitas vezes, devolvida aos rios depois de utilizada, as diferenças de temperatura e as quantidades podem ter um efeito negativo no ecossistema.

11. Nível de limpeza de uma toalha: Uma toalha serve para nos secarmos quando estamos limpos, por isso, fica húmida e não suja. Isso significa que podemos utilizar as toalhas várias vezes antes de as colocarmos no cesto da roupa suja.

12. A janela e os dias de chuva: Deixar as plantas onde possam ficar à chuva ou coloca baldes nos locais certos para recolher a água que escorre de telhados e canos vai ajudar-nos a poupar água.

13. Latas no frigorífico: Há um bom motivo para encontrarmos alumínio em tantos objetos hoje em dia: o alumínio não só é o metal mais abundante da terra, como também é um dos mais eficientes. É leve, durável, resistente e fácil de reciclar. Se reciclarmos todos os materiais que pudermos é quase certo que contenham algum alumínio.

14. Telemóveis velhos são objetos valiosos: A tecnologia dos telemóveis muda tão depressa. Trocar de telemóvel a cada dois anos torna-os um caso único: mais nenhuma outra categoria de aparelhos eletrónicos tem uma taxa de substituição tão elevada. Os novos telemóveis contêm metais preciosos, incluindo ouro, cobre, prata e platina, bem como inúmeros minerais raros. Se quisermos trocar, podemos dar o antigo a um amigo, vendê-lo ou reciclá-lo.

15. Comer carne menos frequentemente: É claro que comer menos carne vai reduzir o impacto ambiental da nossa dieta. O gado contribui significativamente para a emissão dos gases que promovem o efeito de estufa, particularmente através da produção de metano, e estima-se que consuma 8% da água em termos globais.

Pub

Informação relacionada