Conselhos da GAES no Dia Internacional da Sensibilização para o Ruído

Author: Share:

No âmbito do Dia Internacional da Sensibilização para o Ruído (que é celebrado na última 4ª feira do mês de abril), a GAES – Centros Auditivos, uma marca especialista em soluções auditivas, relembra quais os ruídos do nosso dia-a-dia que poderão ser prejudiciais para a nossa saúde auditiva e quais os que devemos manter sob controlo.

A GAES – Centros Auditivos aconselha a ter em atenção a exposição contínua de ruídos que somos submetidos diariamente, visto que acima dos 85 decibéis (dB) poderão danificar a audição e acelerar o processo de perda auditiva. O tempo máximo de exposição a 85 dB deve ser de oito horas e é altamente recomendado, caso seja ultrapassado, usar proteção auditiva. Já os níveis de ruído acima dos 140 dB poderão causar graves danos na audição ao expormo-nos a estes, pelo menos, uma vez.

Alguns sons do dia-a-dia que podem causar estes problemas:

Em casa: 50 dB frigorífico, 50 – 60 dB escova de dentes elétrica; 50-75 dB máquina de lavar roupa; 50-75 dB ar condicionado, 50-80 dB máquina de barbear elétrica; 60 dB máquina de lavar louça; 60 – 85 dB aspirador; 60-95 dB secador de cabelo; 65-80 dB despertador; 75-85 dB autoclismo; 80 dB campainha; 80 dB telefone;

No exterior: 40 dB área residencial silenciosa; 70 dB zona de trânsito normal; 85 dB trânsito elevado; 90 dB conversas em grupo; 95 – 110 motociclos; 110 dB discotecas; 120 dB concertos.

“No futuro, toda uma geração poderá vir a ter graves problemas de audição, que terão aparecido precocemente devido à elevada poluição sonora a que estive submetida. As datas assinaladas como o Dia Internacional da Sensibilização para o Ruído servem para alertar os portugueses para a necessidade de uma maior prevenção e para os perigos dos ruídos elevados, que no futuro terão um forte impacto no nosso bem-estar”, relembra Dulce Martins Paiva, Diretora-Geral da GAES – Centros Auditivos em Portugal.

Pub