Remédios Literários, de Ella Berthoud e Susan Elderkin

Está de cama com gripe? Tem falhas de memória? Acha que sofre de reumatismo? É hipertenso? Tem falta de sono? O seu amor não é correspondido? Sofre de depressão? A sua identidade está em crise? Acusa
dependência da internet? Sente que está a perder o apetite sexual? Corre risco de diabetes? Está a ficar antissocial?

remedios-literarios-de-ella-berthoud-e-susan-elderkin_1Para este livro, o remédio está na leitura dos grandes romances que imortalizaram autores como Saul Bellow ou Stefan Zweig, passando por Goethe, Tolstoi, Kafka, José Saramago, García Márquez, Isabel Allende, David Foster Wallace, J.D. Salinger, Jane Austen, Melville, Nabokov, Virginia Woolf, Eça de Queirós, Flaubert, Murakami, Vargas Llosa e muitos outros. A biblioterapia que aqui se propõe baseia-se na experiência das autoras com os seus pacientes — e é apoiada por provas empíricas.
Para cada crise, doença, situação de sofrimento físico ou de comoção espiritual, há um livro indicado que pode servir de cura. Os romances recomendados neste livro têm o poder de curar e ser fonte de alívio de todos os males.

Inclui um vasto número de listas que vai entusiasmar qualquer leitor ou amante de livros: os melhores romances para abafar o ressonar, diminuir a tensão arterial, ler na casa de banho, combater os pesadelos, ler no comboio ou durante a gravidez, superar um divórcio, etc. — incluindo uma lista dos melhores romances «para parecer um bom leitor».

Pub