Estudo revela que comodidade e acessibilidade estão no topo dos requisitos dos portugueses

A eDreams acaba de apresentar o estudo “Viagens do Futuro”. Uma análise que resulta de um inquérito realizado a mais de 8.378 utilizadores eDreams, com o objetivo de conhecer as preferências dos turistas na hora de viajar de avião.

A nível nacional, os inquiridos, na sua grande maioria mulheres e, cerca de 75%, com idades acima dos 31 anos, afirmam que gostariam de ter um melhor serviço de wi-fi a bordo, melhores preços e lugares mais espaçosos e confortáveis.

Segundo os dados agora revelados por esta análise eDreams, a comodidade e acessibilidade são fatores chave no momento de voo, com 45% dos utilizadores a descartar a hipótese de viajar em “lugares verticais”, o que reduziria consideravelmente o preço do voo.

Nesta análise da eDreams, a disponibilização para voos de curta distância dos mesmos serviços de refeições e entretenimento disponíveis num voo de longo curso, tais como filmes, música, jogos, café, água e um pequeno lanche, são outras das necessidades identificadas pelos utilizadores portugueses.

Conhecer mais do destino mesmo antes de chegar

Sendo o voo o último momento de preparação para a viagem, no estudo “Viagens do Futuro” da eDreams, cerca de 55% dos utilizadores nacionais considera que seria bastante útil a existência a bordo de um especialista de viagens que fornecesse conselhos sobre o local de destino, ou mesmo de cursos de idiomas para principiante.

Cerca de 44% dos utilizadores eDreams impactados por este estudo identificam ainda que, a existência de jogos a bordo com oferta de voos e descontos em viagens seria uma opção bastante útil a ter em conta durante o voo, enquanto 34% distingue a possibilidade de integração de serviços de massagem a bordo e 28% a possibilidade de integração de atividades de entretenimento e diversão, oferecidos pela tripulação.

Voos sem tabaco, álcool e… sexo

A análise revela ainda que na hora de viajar, os portugueses são bastante comedidos no que respeita aos luxos dentro dos aviões. Quando questionados sobre se deveria existir um limite na quantidade de álcool consumido no avião, cerca de 35% dos utilizadores portugueses da eDreams afirma que este consumo deveria ser estritamente proibido, enquanto 32% afirma que em voos de curta distância apenas deveria ser permitido o consumo de duas bebidas.

Pub