Invisível esgota antes do verão

Author: Share:

A Ervideira, produtor vitivinícola no Alentejo, acaba de anunciar que a sua marca Invisível, conhecida por ser um vinho branco único, feito a partir de uvas tintas (Aragonês), está oficialmente esgotada. A notícia é dada pela empresa numa altura em que os dias quentes do verão começam a fazer-se sentir e onde o consumo de vinho branco tendencialmente dispara.

Acontece que a procura deste vinho tem sido crescente com a procura a aumentar face à oferta. Esta situação fez com que este ano a empresa o tenha colocado no mercado mais cedo do que o suposto – em meados de fevereiro em vez de no dia das mentiras, 1 de abril, como é hábito.

Esta foi a 7ª colheita que a marca Invisível lançou no mercado. No início, em 2009, a produção era de 13.000 garrafas/ano. Hoje, com esta aceitação por parte do público, a empresa garante que terá um aumento da produção em 50% já no próximo ano. Segundo Duarte Leal da Costa, “este ano produzimos e vendemos 40.000 garrafas deste vinho. Com este comportamento do mercado, estamos já a prever engarrafar 60.000 garrafas para as colocarmos no mercado no início de 2017.”

Duarte Leal da Costa explica estar mais preocupado com os clientes uma vez que “este vinho tem revelado consumos regulares em mercados como Portugal, Bélgica, Luxemburgo, Holanda, Alemanha, Suíça, Angola, Brasil e China. Esta rutura de stock limitará os nossos clientes a um ano de espera. O mesmo relativamente a novos mercados, como é o caso do Japão, onde teremos de esperar igualmente um ano para lá podermos entrar”, lamenta o porta-voz.

Pub

Informação relacionada

Deixar um comentário