Solidariedade: Banco de Óculos nasce para ajudar os mais carenciados

Author: Share:

Tem óculos graduados que já não usa? Não sabe o que fazer com eles? Com o nascimento da A.B.O., Banca de Óculos – Associação de Solidariedade já há solução através do novo projeto Banco de Óculos.

Sob o mote “Doe os seus óculos: para que ninguém olhe sem ver”, a associação foi apresentada na Biblioteca do Museu Nacional de Arte Antiga, onde foi assinado um protocolo de cooperação com vista ao desenvolvimento do projeto Banco de Óculos entre a Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO), os Serviços Sociais da Câmara Municipal de Lisboa e os Serviços de Ação Social da Universidade de Coimbra.

O projeto tem como objetivo recolher os óculos usados (armações e lentes), doados por particulares, distribuindo-os posteriormente por pessoas carenciadas – crianças, adultos e idosos -, após realização de uma consulta por oftalmologistas voluntários. Dois projetos-piloto, em Lisboa e Coimbra, já arrancaram, mas durante as próximas semanas vão ser colocadas caixas de recolha, com o logótipo da Associação, em supermercados e farmácias, alargando-se progressivamente a locais que concentrem muitas pessoas como grandes empresas, ministérios, igrejas, escolas. Várias parcerias com potenciais parceiros (colégios, lares, paróquias, farmácias e supermercados) estão já em curso, assim como com óticas para a posterior “catalogação” e ajuste dos óculos e lentes.

O Banco De Óculos está também em contacto com instituições públicas e privadas que lidam com a realidade social, para que sejam indicadas as situações que reconheçam como verdadeiramente necessitadas (lares da Segurança Social, hospitais do SNS, IPSS de crianças e jovens, lares de acolhimento, lares de 3ª idade, entre outros).

Informação relacionada

Deixar um comentário