Ecopilhas Lança Peditório Nacional de Pilhas a Favor do IPO

Author: Share:

A Ecopilhas, a primeira entidade gestora em Portugal dedicada à recolha e reciclagem de pilhas e baterias usadas, lança a oitava edição do Peditório Nacional de Pilhas e Baterias, que decorre até 31 de dezembro de 2016.

O Peditório Nacional de Pilhas e Baterias Usadas consiste numa iniciativa anual de solidariedade e mobilização da comunidade para a recolha de pilhas e baterias usadas. Desde 2009 que esta campanha permite à Ecopilhas todos os anos doar ao Instituto Português de Oncologia (IPO) um aparelho para tratamentos, adaptado às necessidades daquele Instituto.

José Carlos Malato, apresentador de televisão, junta-se a esta causa, como embaixador do Peditório Nacional de Pilhas e Baterias Usadas.

“Ao longo de todo o ano, a Ecopilhas ajuda os cidadãos a reciclar pilhas e baterias usadas, contudo, nesta época festiva também ajuda a ajudar. Assim, nesta campanha, aliamos a reciclagem à solidariedade porque acreditamos que tanto a proteção do ambiente, como a responsabilidade social e a promoção de um desenvolvimento mais sustentável são deveres de todos nós”, refere Eurico Cordeiro, Diretor-Geral da Ecopilhas.

A todos os interessados em participar e ajudar o IPO, basta colocar as pilhas e baterias usadas de telemóveis, relógios, telecomandos, brinquedos, ou de outros aparelhos, num dos 20.000 Pilhões existentes em todo o País. O Pilhão mais próximo do cidadão, de entre a rede nacional de recolha, composta por cerca de 20.000 Pilhões, pode ser identificado através da aplicação da Ecopilhas, disponível para smartphones e tablets.

Ao longo das sete edições do Peditório Nacional de Pilhas e Baterias, foram recicladas 26,9 milhões de pilhas e baterias portáteis usadas. Os equipamentos para tratamentos doados, nas edições anteriores, consistiram num aparelho para oftalmologia (2009); um Ortopantomografo (2010); um posto de trabalho para abordagem da via aérea difícil (2011); uma Torre Endoscopia (2012); uma Videoendoscopia portátil (2013); uma Gama sonda portátil e Dermatomo (2014); e um Laser CO2 Acupulse (2015).

Pub

Informação relacionada

Deixar um comentário