Preço do combustível não influencia a utilização do carro pelos portugueses

Author: Share:

A evolução do preço do petróleo não tem consequências na utilização que 57% dos portugueses fazem do automóvel. Ainda que 43% dos condutores nacionais inquiridos admitam que têm tendência a desfrutar mais da viatura quando o preço do combustível está baixo, mais de metade circulam com o carro independentemente das alterações nos valores do petróleo. Estas são algumas das conclusões do mais recente estudo do Observador Cetelem.

Os portugueses são, no entanto, mais afetados pelo preço do combustível do que outros países analisados. É no Reino Unido (84%), Bélgica (81%), Alemanha (76%), França (76%) e Estados Unidos (76%) que os valores cobrados pelo combustível menos afetam a circulação automóvel, na medida em que os condutores se mostram mais indiferentes a este fator.

«Muitos portugueses utilizam o automóvel como a sua forma principal de transporte. Isto significa que, seja qual for o preço do combustível, vão abastecer o seu veículo, pois precisam de se deslocar. Mesmo assim, do ponto de vista económico e da poupança, o consumo é um aspeto essencial para os condutores nacionais, como podemos observar pela sua clara preferência pelo diesel em relação à gasolina» comenta Pedro Ferreira, diretor da área automóvel do Cetelem.

As análises e previsões deste estudo foram realizadas em colaboração com a empresa de estudos e consultoria BIPE (www.bipe.com). Os inquéritos quantitativos aos consumidores foram conduzidos pela TNS Sofres, em junho de 2016, em quinze países – África do Sul, Alemanha, Bélgica, Brasil, China, Espanha, Estados Unidos da América, França, Itália, Japão, México, Polónia, Portugal, Reino Unido e Turquia. No total, foram inquiridos mais de 8.500 proprietários de automóveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

one × 3 =