Marantz 10 Series – A nova referência em design e engenharia

Author: Share:

Constituída pelos componentes PM-10 e SA-10, a Marantz 10 Series estabelece uma nova referência em design e engenharia, incorporando toda a mestria abarcada pela empresa japonesa ao longo de décadas de experiência. Os novos equipamentos são a derradeira manifestação do princípio da Marantz “Because Music Matters”.

Com o leitor Super Audio CD SA-10 e correspondente amplificador integrado PM-10, esta nova série representa uma total reinvenção dos princípios de design por detrás dos produtos porta-estandarte da Marantz. Desenvolvidos após um extenso período de investigação – e longos períodos de audição –, os novos componentes incorporam novas arquiteturas, além de estabelecidas tecnologias e outras valências com assinatura Marantz. O objetivo foi simples: conseguir a melhor qualidade de reprodução musical possível, desde qualidade de CD até formatos de ultra-alta resolução.

SA-10

O novo Marantz SA-10, sistema que chega a Portugal já premiado pela Hi-Fi News (UK) e Hi-Fi Choice (Polónia), é o mais recente modelo numa gama de leitores topo de gama que data do início do CD. Concebido para estabelecer novos standards de música em disco ou através de streaming, o SA-10 é a nova referência da Marantz em áudio digital.

Ao design totalmente novo junta-se uma configuração excecional para reprodução de CDs e SACDs, mas também de música de alta resolução armazenada em discos gravados a partir de um computador, incluindo DVDs. O leitor é ainda indicado como conversor digital para analógico de topo em música alojada em computadores.

Incorporando um novo sistema de transporte de discos e um renovado processo de conversão de dados de áudio digital em sinais analógicos, o SA-10 resultou de um longo período de investigação e desenvolvimento nas instalações personalizadas da Marantz.

A entrada USB-B assíncrona permite ligação direta a um computador, além de reprodução de áudio de alta resolução até PCM / DXD 384kHz/32bits e DSD11.2MHz. Entradas óticas e coaxiais tradicionais asseguram a leitura de ficheiros até 192kHz/24bits.

O SA-10 está completamente pronto para lidar com todos os formatos de áudio de alta resolução atualmente disponíveis, mas também com os ficheiros de ultra-alta resolução que começam a surgir a partir de variados especialistas em som. Noutras palavras, este novo leitor é inteiramente à prova de futuro.

A secção digital está isolada da analógica para evitar ruídos elétricos a partir de componentes conectados – um problema frequente quando os computadores são usados com fonte de áudio.

PM-10

Os amplificadores estão no núcleo da história da Marantz e o novo PM-10 foi produzido de acordo com essa herança para estabelecer um novo standard de qualidade em todos os formatos de música da atualidade.

Na verdade, este poderoso amplificador integrado foi desenvolvido mais como um pré-amplificador de ponta e par de amplificadores de potência monobloco, apenas num único sistema concebido para maximizar a performance e criar um forte impacto visual.

Integrar um amplificador com monobloco duplo numa caixa de tamanho normal é possível através da utilização de um amplificador estéreo com uma fonte de alimentação comutada. O objetivo é revelar o máximo de envolvimento musical a partir de LPs, ficheiros de áudio de alta resolução e mais além – e com todo o poder e controlo necessários para o melhor desempenho em colunas de som exigentes.

O PM-10 é puramente um amplificador analógico. Apesar de parecer conveniente incluir um DAC no amplificador, os circuitos digitais são por natureza ruidosos (do ponto de vista elétrico) e podem interferir com os sinais analógicos dedicados que passam no amplificador. Foi por isso que para a 10 Series a Marantz decidiu incluir o conversor digital para analógico no leitor de Super Áudio CD, mantendo o amplificador tão puro e limpo quanto possível.

Um layout balanceado foi integrado desde a secção de entradas até à secção de amplificação final. O PM-10 inclui dois conjuntos de entradas balanceadas e também entradas de linha não-balanceadas convencionais (além de uma secção “phono” de alta qualidade). Foi possível assim aos engenheiros da Marantz alcançar a máxima rejeição de ruído através do caminho de áudio e o sinal mais puro.

No PM-10, os amplificadores em ponte no andar de saída – um total de quatro canais de amplificação – permitem uma grande potência: até 2x200W numa carga de 8 ohms. O sistema consegue ainda tirar o maior partido de colunas exigentes ou daquelas cuja impedância varia de acordo com a frequência graças a uma saída de 2x400W em 4 ohms.

O módulo HDAM SA3 de nova geração integrado permite a melhor relação com os formatos de áudio de ultra-alta resolução da atualidade. Este componente é auxiliado ainda por blocos de condensadores personalizados para o mais rápido tempo de resposta de pedidos de alta corrente.

A mesma conceção de circuitos de feedback de corrente está aplicado à secção Phono no PM-10, que é configurável para utilização em células de íman ou bobina móvel (MM/MC) para a melhor reprodução possível de LPs.

Ambos os componentes da Marantz 10 Series foram construídos de acordo com os mais elevados padrões de qualidade, com chassis dupla camada banhado a cobre para rejeição de interferências mecânicas e elétricas, um corpo construído a partir de painéis de alumínio não-magnético e uma tampa superior com 5 mm de espessura. Os dois incorporam ainda pés em alumínio fundido.

Disponibilidade e preço

O Marantz PM-10 e SA-10 estão já à venda em Portugal, através da Infinite Connections, com um PVP sugerido de 7.999,00 € e 6.999,00 €, respetivamente. Os equipamentos estão disponíveis em preto ou em “silver-gold”.

Pub

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

18 + 6 =