10ª edição do Peixe em Lisboa apresenta concurso da Patanisca

Author: Share:

O Peixe em Lisboa, o mais emblemático evento gastronómico português dedicado à cozinha de mar, que terá a sua 10.ª edição no recém-reaberto Pavilhão Carlos Lopes, entre os dias 30 de março e 9 de abril, conta este ano com mais um desafio, desta vez lançado aos restaurantes lisboetas. O Concurso da Patanisca é a grande novidade deste ano, com um júri presidido por Maria de Lourdes Modesto, que se junta aos outros dois concursos já conhecidos do público e integrados no Peixe em Lisboa; O Melhor Pastel de Nata e ADN Pasteleiro.

Desenvolvido pela organização do Peixe em Lisboa em colaboração com o conhecido gastrónomo Virgílio Gomes, já responsável pela prova do Pastel de Nata, o novo concurso tem por objectivo evidenciar e promover as características com que as pataniscas se apresentam na região de Lisboa. É um desafio que pretende valorizar a um elemento simples e típico da cozinha alfacinha, que tanto agrada aos lisboetas e a todos os que visitam a cidade.

Nesta primeira edição do concurso, optou-se por convidar restaurantes lisboetas seleccionados após visitas anónimas por parte de especialistas em gastronomia. Após a visita, as inscrições foram efetuadas por convite exclusivo, apenas para esta edição inaugural. Futuramente, as inscrições estarão disponíveis para que outros estabelecimentos tenham oportunidade para dar a conhecer a sua iguaria, à semelhança do que já acontece com a prova do pastel de nata há vários anos.

A prova final que irá dar a conhecer o vencedor irá decorrer no dia 3 de abril, pelas 15h00, numa sessão aberta ao público, no evento Peixe em Lisboa.
Cada concorrente deverá apresentar dez pataniscas em embalagens não identificadas e os membros do júri efectuarão provas cegas, desconhecendo a identidade dos concorrentes. O júri irá pontuar as pataniscas numa escala de 0 a 10, analisando o “Aspeto”, o “Sabor e consistência do interior”, o “Equilíbrio entre os ingredientes”, a “Ausência de gorduras excessivas” e o “Sabor global”.

Após a avaliação, será anunciado o vencedor, bem como os segundo e terceiro classificados. Além de Maria de Lourdes Modesto como presidente, o júri íntegra Virgílio Gomes, a jornalista Mariana Correia de Barros, o gastrónomo João Ceppas, o chefe e formador de cozinha Pedro Sommer Ribeiro e o gastrónomo e blogger Rodrigo Meneses. Os três melhores classificados têm ainda acesso automático à final do próximo ano.

O MELHOR PASTEL DE NATA

Já com nove anos de história, a Prova do Melhor Pastel de Nata é já um dos momentos marcantes do Peixe em Lisboa, tendo como objetivo a divulgação e promoção do consumo deste doce característico da cidade. De facto, é cada vez maior a repercussão deste desafio lançado a pastelarias e restaurantes da Grande Lisboa, que este ano bate de novo o recorde de inscrições, contando com 26 participações de estabelecimentos com fabrico próprio. Assim, para se apurar os finalistas, terão que ser realizadas, também no Pavilhão Carlos Lopes, às 10h00 de dias 23 e 24 de Março, duas provas de pré-selecção. Os nove melhor avaliados do conjunto das duas sessões irão juntar-se aos três primeiros classificados da edição do ano passado. Estes 12 concorrentes participarão então na prova final deste ano, marcada para o dia 5 de abril, que será aberta ao público a partir das 15h00.

O júri deste ano é presidido por Virgílio Gomes, integrando o enólogo Domingos Soares Franco, a jornalista Cristina Liz, a blogger gastronómica Isabel Zibaia Rafael e o especialista Carlos Braz Lopes, que irão pontuar os pastéis numa escala de 0 a 10, analisando o “Aspeto”, o “Toque da massa”, o “Sabor e consistência da massa”, o “Recheio” e o “Sabor global”.

ADN PASTELEIRO

Após o êxito da primeira edição do ano passado, o ADN Pasteleiro volta ao Peixe em Lisboa sempre com o objetivo de promover e valorizar o trabalho dos profissionais de Pastelaria, sendo exclusivamente dedicado a jovens profissionais que se encontrem no ativo. O desafio deste ano será a apresentação de uma sobremesa empratada, assim como dois entremets (semifrios), confeccionados com chocolate.
Os concorrentes terão de preparar seis sobremesas, que deverão ser empratadas para cada membro do júri e para exposição no evento e ainda dois entremets (semifrios) que contenham chocolate e de preferência decorados (um para exposição e outro para prova do júri).

A prova do concurso irá decorrer em sessão aberta ao público durante o evento Peixe em Lisboa, no dia 31 de Março, às 15h00, sendo o júri composto pelos seguintes membros:
José Bento dos Santos (Convidado de Honra)
Chefe José Manuel Augusto
Chefe Fabian Nguyen
Chefe Roberto Carlos Martins Horta
Chefe Joaquim Sousa
Chefe Filipe Soares

Os participantes em concurso para o ADN Pasteleiro 2017 são; André Morgado, Alberto Correia, Diana Gravito, Nádia Assis e Sofia Landeiro.

Pub

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

3 × one =