FST Lisboa apresenta novo protótipo FST 07e para competição internacional com o apoio da Novabase

Author: Share:

175 cv de potência, 2,3 segundos dos 0 aos 100 km/h, velocidade máxima de 110 km/h e tecnologia 100% portuguesa. Este é o cartão-de-visita do FST 07e, o mais recente protótipo da equipa FST Lisboa e conta, mais uma vez, com o apoio da Novabase

O FST 07e incorpora a primeira implementação de 4 motores elétricos dentro das rodas num carro de competição, em Portugal, e vai representar o Instituto Superior Técnico na Formula Student, uma competição automóvel onde estudantes universitários de engenharia desenham e concebem de raiz protótipos de carros de corrida para competir a nível internacional.

Este é o sétimo protótipo desenvolvido pela FST Lisboa e, para além da novidade dos quatro motores elétricos dentro das rodas, apresenta um chassis monocoque em fibra de carbono pré-impregnada e tem uma suspensão duplo triângulo em fibra de carbono. Com 130 W e 175 cv, o FST 07e vai dos 0 aos 100 km/h em 2,3 segundos e atinge uma velocidade máxima de 110 km/h.

“O FST 07e é o resultado do trabalho de 40 alunos de engenharia ao longo dos últimos 2 anos. Mais do que isso, é o resultado de uma evolução contínua ao longo dos 15 anos da equipa e da experiência ganha na conceção e construção dos seis protótipos anteriores. Será um grande orgulho representar Portugal, o Instituto Superior Técnico e os nossos patrocinadores nas competições Formula Student em agosto”, afirma João Paulo Monteiro, team leader do FST Lisboa.

Para Luís Paulo Salvado, presidente da Novabase, “o Instituto Superior Técnico é um dos nossos principais parceiros e onde, nos últimos anos, contratámos várias centenas de jovens engenheiros. Apoiamos este projeto porque acreditamos ser uma oportunidade única de aprendizagem e crescimento para todos os alunos envolvidos. Para além de ser um ambiente altamente competitivo, em que se exige o desenvolvimento de soluções de elevada complexidade, o condicionamento de recursos implica um forte trabalho de equipa e a coordenação eficaz de competências multidisciplinares, condições que em muito replicam a inovação em contexto empresarial.”

A FST Lisboa nasceu em 2001, quando os alunos do IST fabricaram o primeiro protótipo para competir a nível internacional. Desde 2010 o projeto é apoiado pela Novabase, que impulsionou o desenvolvimento do projeto e possibilitou o primeiro protótipo com motor elétrico.

Pub

Informação relacionada