Reabilitação para Uso Residencial em Lisboa 2017

Author: Share:

Áreas Históricas continuam a liderar preços de habitação reabilitada em Lisboa, mas eixo Estrela-Campo de Ourique teve a maior valorização

A zona da Baixa-Chiado-Avenida da Liberdade (Áreas Históricas) continua a ser a mais cara de Lisboa para apartamentos integrados em projetos de reabilitação urbana, mas foi no eixo Estrela-Campo de Ourique que se observou a valorização mais expressiva dos preços médios de oferta entre 2016 e 2017, revela a Prime Yield no estudo “Reabilitação para Uso Residencial em Lisboa|2017”. As principais conclusões deste research foram presentadas em Londres por Nelson Rêgo, CEO da Prime Yield, durante a conferência “Real Estate Disrupted”, organizada pela DLA Piper a 6 de julho.

Nas Áreas Históricas, o valor médio de oferta deste tipo de produto situa-se atualmente nos 6.367 €/m2, apresentando uma subida de 8,7% face a 2016. Já na zona Estrela-Campo de Ourique a valorização foi de 12,3%, com o preço médio de oferta a situar-se em 2017 nos 4.958 €/m2. Na zona das Avenidas Novas, os preços médios dos apartamentos reabilitados em oferta subiram cerca de 6,6% entre 2016 e 2017, situando-se nos 5.514 €/m2; enquanto que no eixo Arroios-São Vicente-Penha de França, a subida foi de 4,7% (4.721 €/m2).

Pub

Informação relacionada